Prefeitura diz ter fechado duas lojas que abriram durante a zona vermelha

Normas do governo estadual impediam a abertura do comércio; cidade volta à zona vermelha no primeiro dia do ano

Calçadão de Ribeirão Preto, principal ponto comercial da cidade - Fotos: Alexandre de Azevedo
Continua depois da publicidade

A Prefeitura de Ribeirão Preto fechou, neste domingo, dois estabelecimentos comerciais que estavam abertos no fim de semana, período no qual vigorou a fase vermelha do Plano São Paulo. Essa fase só permite a abertura de estabelecimentos considerados essenciais.

A prefeitura não divulgou quais os locais. A medida ocorreu mesmo com relatos de que vários estabelecimentos, tanto no centro quanto nos bairros, descumpriram a determinação do governo estadual.

Vale ressaltar que a Vigilância Sanitária e a Polícia Militar impediram a realização de uma festa trance, que duraria dois dias, na cidade. Mais de 500 pessoas que estavam no local iriam participar do evento, segundo as autoridades.

De acordo com a administração, no total foram 59 estabelecimentos vistoriados entre os dias 25 e 27 de dezembro, período no qual vigou a classificação vermelha.

Abre e fecha

Nesta segunda-feira (28), Ribeirão voltou à fase amarela, quando comércios podem funcionar, ainda que de forma restrita. O governo do Estado, entretanto, já informou que a cidade, assim como todo o Estado, regridem para a fase vermelha novamente durante o feriado de ano novo, nos dias 1º, 2 e 3.

Nesses dias, somente atividades essenciais poderão Entre outras limitações, o atendimento presencial está proibido em shoppings, lojas, concessionárias, escritórios, bares, restaurantes, academias, salões de beleza e estabelecimentos de eventos culturais.

Já as farmácias, mercados, padarias, postos de combustíveis, lavanderias e serviços de hotelaria estão liberados, segundo as normas do Plano São Paulo.

Nenhuma postagem para exibir