Greve do transporte público chega ao fim em Ribeirão

Classe volta às atividades após aceitar acordo para pagamento dos salários em atrasos nesta sexta-feira (11)

Transporte público em Ribeirão Preto - Foto: Arquivo Grupo Thathi

Os motoristas do transporte público anunciaram o fim da greve da categoria, nesta quarta-feira (9), em Ribeirão Preto. A paralisação vinha desde o dia 24 de maio, devido a atrasos no pagamento do salário e do vale alimentação dos profissionais. A decisão da volta vem após uma assembleia entre empregados da Transcorp e Rápido D’Oeste nesta madrugada. 

Em nota, o presidente do Sindicato dos Motoristas, João Henrique Bueno, afirmou que a retomada das atividades foi decidida por meio de votação, onde os motoristas decidiram aceitar um acordo de voltar ao trabalho sob a promessa do pagamento dos salários em atraso na próxima sexta-feira (11), sem descontar os dias da greve. Além disso, o processo no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), será arquivado. 

“Não é o que todos esperamos, nem o ideal, porém foi o possível para sanar os problemas no momento, certos ainda que a categoria sai fortalecida e mais unida deste movimento”, disse o Bueno. 

Greve 

A paralisação na cidade começou no dia 24 de maio, devido aos pagamentos em atraso, além disso, a categoria pedia pela vacinação que já havia sido aprovada pelo governo do Estado. 

Em entrevista ao Thathi Repórter, na manhã desta segunda (7), o presidente do Sindicato dos Motoristas de Ribeirão Preto, João Henrique Bueno, contou que a classe aguarda pelo adiantamento salarial desde o dia 20 de maio, além do vale alimentação que deveria ter sido pago no dia 1º de junho.  

Em nota, o PróUrbano havia comunicado que o sistema de transporte sofreu déficit de passageiros, devido a pandemia da Covid-19, que já dura há mais de um ano. A empresa disse ainda que, com o lockdown, as receitas foram zeradas, o que dificultou a realização do pagamento dos funcionários. 

Nenhuma postagem para exibir