Aos 45 do segundo tempo, Nogueira peita Doria e autoriza comércio na zona vermelha

Decreto foi publicado nesta quarta-feira (30); medida contraria ordens do governo estadual

Duarte Nogueira (PSDB) - Foto: Antonio Gonzaga
Continua depois da publicidade

A Prefeitura de Ribeirão Preto publicou, nesta quarta-feira (30), um decreto no qual mantém a cidade na fase amarela do Plano São Paulo entre os dias 1º e 3 de janeiro de 2021. A decisão contraria determinação do governo estadual, que determinou a restrição às atividades comerciais não essenciais durante o período.

A medida acontece no momento em que aumenta o percentual de vagas ocupadas em UTIs da cidade. “Fica autorizado o funcionamento, nos dias 31 de dezembro de 2020 e 1º a 3 de janeiro de 2021, das seguintes
atividades de atendimento presencial, mantendo os critérios  estabelecidos nos Protocolos do Estado de São Paulo”, afirma o decreto, publicado no Diário Oficial da cidade.

Pela norma, estão autorizados a funcionar shopping centers, o comério, bares e restaurantes. Há, entretanto, limitações, as mesmas aplicadas para cidades que estão na zona amarela do Plano São Paulo.

Confira abaixo o que abre, e quais as restrições:

Galerias e estabelecimentos congêneres:
a) capacidade limitada em 40% (quarenta por cento);
b) horário de atendimento das 10 às 22 horas;
c) adoção dos protocolos geral e setorial específico.

Comércio:
a) capacidade de limitada em 40% (quarenta por cento);
b) horário de atendimento das 8 às 18 horas;
c) adoção dos protocolos geral e setorial específico.

Bares, restaurantes e similares (consumo local):
a) capacidade limitada em 40% (quarenta por cento);
b) horário de atendimento limitado até as 22 horas;
c) adoção dos protocolos geral e setorial específico.

Doria

No dia 22 de dezembro, o governador João Dória (PSDB) divulgou medidas mais rígidas no funcionamento de bens e serviços durante as comemorações de Natal e Ano Novo, voltando o Estado inteiro para a zona vermelha, bem mais restritiva. A medida valeu entre os dias 25, 26 e 27 de dezembro e também valeria para os dias 1, 2 e 3 de janeiro em todo Estado.

Na fase vermelha, é permitido o funcionamento apenas de atividades consideradas essenciais, como serviços de saúde e supermercados.

Nenhuma postagem para exibir