Ocupação de UTIs piora e já tem índice de zona amarela em Ribeirão Preto

Às 17h20, UTIs tinham 72,94% de ocupação; cidade registrou duas mortes

Paciente em leito destinado para o tratamento da Covid-19 - Foto: Bruno Cecim/Ag.Pará

Ribeirão Preto tem, nesta quarta-feira (30), índice de ocupação em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) que colocam a cidade na zona amarela. A taxa, às 17h20, 72,94% de ocupação, o que significou 62 leitos ocupados entre 85 disponíveis. Já os leitos de enfermaria tinham ocupação de 37,5%, com 57 ocupados entre 152 disponíveis.

A cidade vinha registrando ocupações na zona verde, raramente superiores a 50%, mas isso começou a mudar na última semana, com a diminuição de leitos. Os dados são da plataforma leitoscovid.org.

Vale lembrar, entretanto, que todo o Estado de São Paulo atualmente está na zona amarela, com exceção de Presidente Prudente, que está na vermelha.

Quanto aos demais índices, Ribeirão Preto confirmou mais duas mortes e 104 novos casos de infecção por covid-19. Os dados são do boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde e indicam que, no total, a cidade já registra 952 óbitos e 38,9 mil casos confirmados da doença. Outros 1,8 mil aguardam resultado.

As duas mortes registradas no boletim de hoje ocorreram nos dias 5 de dezembro e 21 de dezembro. As duas vítimas – homens de 73 e 76 anos – eram portadores de outras doenças e comorbidades.

Nenhuma postagem para exibir