Vídeo | É treta! Presidente da Acirp e deputado Ricardo Silva batem boca durante programa de TV

Deputado chamou industrial de "mentiroso" e "pau mandado" do prefeito; presidente da Acirp rebateu dizendo que Silva é "piolho da Dárcy Vera"

Antonio Carlos Morandini, Dorival Balbino e Ricardo Silva durante programa Larga Brasa - Foto: Reprodução

O deputado federal Ricardo Silva (PSB-SP) e o presidente da Associação Comercial e Industrial de Ribeirão Preto, Dorival Balbino, protagonizaram cenas lamentáveis na manhã desta quarta-feira. Durante entrevista concedida ao jornalista Antonio Carlos Morandini, do Grupo Thathi, em seu programa Larga Brasa, ambos deixaram o debate de ideias e partiram para agressões verbais pessoas. Ricardo chegou a chamar Dorival de “mentiroso” e “pau mandado”, enquanto o industrial declarou que o parlamentar não exercia sua função e que tinha participado do esquema de corrupção comandado pela ex-prefeita Dárcy Vera.

Balbino foi convidado do programa e debatia a situação da pandemia da cidade, com o fechamento do comércio e as medidas de restrição, quando acabou fazendo comentários sobre a atuação de Rafael Silva (PSB), deoutado estadual e pai de Ricardo, a quem acusou de votar a favor do aumento de impostos. Ricardo entrou no programa e o que se seguiu foi uma troca de farpas públicas entre ambos.

No momento mais tenso da discussão, Dorival Balbino, com tom de voz elevado, afirmou que Ricardo Silva era “cria da ex-prefeita Dárcy Vera. “Você é cria da Dárcy Vera, você apoiou a Dárcy Vera quando era vereador”, disse o presidente da Acirp, que rebate. “Você votou em João Doria, não eu”.

Silva ainda chamou Balbino de “mentiroso” e afirmou que o presidente da Acirp traiu o comércio e que não tem coerência em suas posições. “Você defende o Nogueira, você vendeu o comércio, virou as costas”, disse. “Você está aqui de pau mandado do Nogueira, é um capacho do prefeito”, disse o deputado.

Balbino, por sua vez, voltou a criticar o apoio de Ricardo a Dárcy. “Olha a corrupção, você participou do governo dela. Você foi um piolho da prefeitura na gestão dela”. Depois, afirmou ainda que Ricardo Silva não realiza a função como deputado. “Eu pago o seu salário, faça o seu trabalho”.

O debate

Balbino foi o primeiro a participar do debate e informou que a Acirp decidiu não contestar judicialmente as medidas restritivas do governo municipal. “Somos uma entidade séria, não ficamos jogando pra torcida, fazendo firula. Optamos por oferecer alternativas que podem ser colocadas em prática, como pleitear a prorrogação do prazo para o pagamento de impostos, que não se cobrem taxas para o trabalho”, disse o presidente da Acirp.

Durante a fala, Balbino mencionou o deputado estadual Rafael Silva , afirmando que ele votou a favor do aumento do ICMS promovido pelo governo do Estado de São Paulo.

“O senhor talvez não saiba, porque nunca fez, o que é uma planilha de custo (…) o senhor devia saber disso, mas há 26 anos é deputado com uma participação pífia no Legislativo”, disse Balbino, que comentou, de forma negativa, ações de Silva enquanto. “Você tem 18 funcionários, que custam R$ 235 mil, fora o subsídio do deputado. Está na sétima legislatura, há 26 anos, apresente o que o senhor fez de produtivo para a cidade”, disse.

Momentos depois, Ricardo Silva ligou para a produção do programa e entrou na entrevista, o que foi anuído por Balbino. A partir de então, seguiu-se uma intensa troca de farpas entre ambos.

Resumo

Ao entrar no programa, Ricardo partiu imediatamente para o ataque. “Quero contar a vocês quem é Dorival Balbino. “É um apoiador do PSDB, como presidente da ACI se porta como assessor de Duarte Nogueira”, afirmou.

“Infelizmente, você virou as costas para os comerciantes”, disse. “Você se levanta para falar contra o Rafael Silva, que tem anos de vida pública e é um homem sério, mas nunca suou esse mesmo tom como o prefeito Duarte Nogueira, a quem você nunca cobrou. Contra ele, você nunca levantou sua voz”, disse.

Embora Balbino tenha declarado que tomou posições contrárias a Nogueira, como a declaração na qual disse que o prefeito e o secretario da Saúde, Sandro Scarpelini, deveriam ser presos por fechar o comércio, o empresário admitiu que é um apoiador de Nogueira.

A partir de então, o que se seguiu foi uma discussão que durou aproximadamente 20 minutos e que foi retratada no início dessa matéria.

Outro lado

A reportagem procurou a ACI e os deputados Rafael e Ricardo Silva. Os deputados informaram que estão “à disposição da ACI, como sempre estivemos, embora nunca tenhamos sido procurado por eles. Ajudaremos independente de ele ser um apoiador do Nogueira”. Informaram.

A Acirp informou, em nota, que está “aberta a dialogar com todos que lutam pelo bem de Ribeirão”. “A entidade entende que politicos, enquanto servidores públicos, devem estar prontos a atender a população e ter a humildade de receberem criticas por seu trabalho. A Associação enfatiza que os deputados de Ribeirão erraram ao dar carta branca ao governador para legislar sobre o ICMS. Mas, felizmente, eles têm agora a oportunidade de consertar a situação votando favoravelmente ao PL 82/2021, que invalida esses aumentos reais do ICMS”.

A entidade ainda afirmou que “cobra bom senso por parte dos políticos, para que tenham consciência de que o momento não é apropriado para aumentar, mais ainda, a carga tributária em cima dos empresários”.

 

Confira o programa Larga Brasa na íntegra aqui:

Nenhuma postagem para exibir