Vídeo | Imagens mostram viatura da Polícia Federal batida por delegado em Ribeirão

Carro foi filmado por testemunhas depois do acidente; delegado é investigado por supostamente dirigir embriagado

Viatura batida depois de colisão - Foto: Redes Sociais
Continua depois da publicidade

Um vídeo flagrou a viatura da polícia federal, muito destruída, depois de uma colisão, em 14 de novembro, no cruzamento da Senador Cesar Vergueiro com a Portugal. Um delegado dirigia o carro, por volta das 21h20 e, de acordo com o boletim de ocorrência, estaria embriagado e fugiu do Plantão Policial sem colher material para o exame que comprovaria o estado de sobriedade dele.

O delegado Victor Hugo Rodrigues Alves Ferreira dirigia a viatura, que teve danos de grande monta. Ela bateu o carro ao tentar passar com o carro por entre dois veículos que esperavam o semáforo abrir. Houve colisão com os dois veículos e o veículo oficial, uma Mercedes Bens 250, acabou batendo em um muro.  De acordo com testemunhas, o policial dirigia em alta velocidade.

Confira as imagens:

O caso

A Polícia Militar foi chamada e, de acordo com relato dos policiais que atenderam a ocorrência, “ao entrevistarem as partes envolvidas no evento (…)notaram que o Delegado apresentava visíveis sinais de embriaguez, revelados pelo forte odor etílico”.  Ao ser indagado sobre ingestão de  álcool, “não quis responder”, ainda de acordo com o boletim de ocorrência.

O delegado da Polícia Federal está sendo investigado por embriaguez ao volante e, se confirmada em juízo, está sujeito a uma pena de até três anos de prisão. A Polícia Federal também apura o caso em sindicância.

Registro

Como se tratava de um veículo oficial e um agente público, os policiais militares entraram em contato com a Superintendência da Polícia Federal, noticiando os fatos e as circunstâncias que o envolveram. A perícia foi chamada ao local.

A ocorrência foi apresentada no Plantão Policial e Clibas Clemente, agropecuarista amigo do delegado, o acompanhou durante o registro do caso mas, enquanto aguardavam para a realização do exame toxicológico que poderia confirmar a embriaguez, Clibas e Victor Hugo, sem autorização, deixaram as dependências do Plantão Policial, fugindo com o amigo no carro dele.

Nenhuma postagem para exibir