Primos alvos de ‘tribunal do crime’ já estão em casa, diz polícia

Homens de São Simão estavam desaparecidos desde domingo (12); ex-mulher de um deles confessou ser a mandante do sequestro; caso é investigado

Homens foram sequestrados por membros de uma organização criminosa Foto: Arquivo pessoal

A Polícia Civil informou que os dois homens que estavam desaparecidos desde o último domingo (12) retornaram para casa nesta quinta-feira (15). De acordo com a investigação, os primos foram sequestrados por criminosos a mando da ex-mulher de um deles, após suspeitas de que o marido abusou da filha. 

O desaparecimento da dupla era investigado como um possível “tribunal do crime”. Na terça-feira (14) o Batalhão de Ações Especiais de Polícia (Baep) encontrou a mulher e a adolescente, 16, em uma casa no Parque dos Pinos. As duas estavam sendo vigiadas por duas mulheres, de 22 e 48 anos, que foram presas. 

Aos agentes a mãe confessou que acionou uma organização criminosa para sequestrar o suspeito, após descobrir que o homem abusava da filha. A mulher disse ainda que chegou a denunciar o caso, mas decidiu fazer justiça sozinha após a demora no andamento do processo. 

O suspeito, que estava desaparecido desde o último domingo, junto com um primo, retornou para casa nesta quinta-feira. A notícia foi confirmada pela Polícia, que informou ainda que nenhum Boletim de Ocorrência sobre a volta dos homens foi registrado. 

Entretanto, a equipe ainda vai continuar com as investigações para saber o paradeiro dos homens nos últimos dias, além do envolvimento de duas mulheres presas por cárcere privado e organização criminosa. 

O caso

Marcelo Aparecido Rosa Machado combinou de se encontrar com a ex-mulher, autora da denúncia, em uma praça no Ipiranga. O primo do homem,  Waldecir de Oliveira, foi junto. 

No local, os homens foram abordados por indivíduos armados, que os levaram para a Favela do Simioni. A mulher e a filha também foram junto, pois precisavam ser interrogadas pelo grupo criminoso. Sendo encontradas na última terça-feira.

De acordo com a Polícia Militar, o veículo utilizado pela dupla no deslocamento de São Simão para Ribeirão Preto, um Peugeot branco, foi encontrado no Jardim Jandaia. Dentro do carro, que foi abandonado, a equipe não encontrou nenhum vestígio de sangue. 

O desaparecimento foi publicado nas redes sociais de uma familiar dos dois homens, nesta segunda-feira (13). De acordo com o post, a mulher que denunciou o desaparecimento disse que o irmão e o primo saíram de São Simão rumo a Ribeirão Preto, por volta das 14h de domingo.

Nenhuma postagem para exibir