Acusado de abusar da enteada, morador de São Simão é alvo do Tribunal do Crime

Homem está desaparecido; primo da vítima, que tinha pegado carona com ele, também não foi localizado

Viaturas do Baep Foto: Divulgação

Dois homens estão desaparecidos desde domingo (12) após serem sequestrados por integrantes de uma organização criminosa em Ribeirão Preto. Um deles, morador de São Simão, é acusado de abusar da filha e seria alvo do Tribunal do Crime da facção. O 11º Batalhão de Ações Especiais de Polícia (Baep) atua no caso.

“A mãe alega que, ao separar do marido, descobriu que ele abusava da enteada desde os 6 anos de idade. Ela procurou a justiça comum para resolver o problema, mas, como estava demorando, dirigiu-se ao tribunal do crime para que o rapaz fosse julgado”, disse Capitão Arsêncio, da Polícia Militar de Ribeirão. 

O desaparecimento foi publicado pelas redes sociais de uma familiar dos dois homens, nesta segunda-feira (13). De acordo com o post, a mulher que denunciou o desaparecimento afirma que irmão, Marcelo Aparecido Rosa Machado, e o primo, Waldecir de Oliveira, estavam desaparecidos. Ambos, saíram de São Simão rumo a Ribeirão Preto, por volta das 14h de domingo.

Machado combinou de se encontrar com a ex-mulher, autora da denúncia, em uma praça no Ipiranga, sendo que o primo foi junto como companhia.

Contudo, eles foram abordados por indivíduos armados, que os levaram para a Favela do Simioni. A mulher e a filha também foram junto, pois precisavam ser interrogadas pelo grupo criminoso.

O Baep encontrou a mulher e a adolescente de 16 anos, nesta terça-feira (14), pelo Parque dos Pinos, mas os homens não foram localizados.

O Tribubal

O Tribunal do Crime é uma forma de julgamento criada pelo crime organizado na qual quem é acusado de cometer ações contrárias ao estabelecido pelos líderes são penalizados por membros da facção. A vítima pode tanto comparecer voluntariamente quanto ser capturada e levada até o local. 

Os criminosos fazem a deliberação, que leva em conta o delito cometido e as provas de que a vítima seja o autor. Em boa parte dos casos, o julgamento termina com a morte dos acusados. O corpo geralmente é desovado pelos integrantes da facção.

Investigação

Até o momento, não há informações sobre o paradeiro dos dois homens. De acordo com a PM, o veículo utilizado no deslocamento de São Simão para Ribeirão Preto, foi encontrado, no Jardim Jandaia. Trata-se de um Peugeot, branco.

A ex-companheira de Marcelo e a enteada foram encontradas pelo O 11º Baep, durante diligência pelo Parque dos Pinos. As equipes cercaram o local e um dos agentes viu uma criança chorando. Sendo assim, entraram na residência.

Elas estavam trancadas dentro de um quarto. Pelo local, não havia nenhum vestígio dos dois rapazes. O caso já estava sendo investigado pelo Deic, do Deinter 3, de Ribeirão Preto, após o desaparecimento, que ocorreu no último domingo (12).

Nenhuma postagem para exibir