Criminosos aproveitam velório de vereador e fazem limpa na casa do defunto

Família do parlamentar estava fora de casa; ele foi morto ao reagir a um assalto no sábado

Walter de Araújo Costa, 52, foi baleado durante assalto - Foto: Redes Sociais
Continua depois da publicidade

Enquanto a família velava o corpo do vereador Walter de Araújo Costa, o Walter Piauí, em Morro Agudo, criminosos realizaram uma ação ousada. Eles invadiram a casa da família nesta terça-feira (26) e fizeram um limpa no imóvel. Até o momento, ninguém foi preso.

O parlamentar foi alvejado por um arma de fogo no último sábado (23) depois de ser abordado por assaltantes. Ele faria o pagamento de empregados e reagiu ao assalto. O corpo estava sendo velado na Câmara do município no momento da ação. Apesar de a Polícia Civil ter ciência do fato, a família ainda não registrou a ocorrência e, portanto, não é possível mensurar os prejuízos.

De acordo com policiais ouvidos pela reportagem, que não quiseram se identificar, a família suspeita que os criminosos foram atrás do dinheiro que não conseguiram roubar durante a tentativa de assalto, ocorrida no sábado. O vereador tinha com ele na ocasião mais de R$ 20 mil.

O caso

De acordo com a Polícia Militar, o vereador reagiu à abordagem de três homens encapuzados enquanto dirigia um ônibus pelo bairro Jardim dos Silveiras. De acordo com o relato de testemunhas, ele transportava trabalhadores e tinha com ele R$ 20,6 mil, que seriam utilizados para o pagamento dos trabalhadores.

O vereador informou à polícia que foi abordado por três homens encapuzados, que ingressaram no ônibus em um local de parada. Ao perceber a ação, o parlamentar reagiu e acabou alvejado com um tiro no abdôme.

Walter foi socorrido por um familiar e levado ao Hospital São Marcos, mas precisou ser transferido para a Santa Casa, onde foi operado. Ele chegou a ter uma melhora no quadro de saúde, mas teve duas paradas cardiorrespiratórias na segunda e acabou não resistindo aos ferimentos.

Prisões

Apesar de não ter pistas sobre os assaltantes da casa do vereador, duas pessoas foram presas nesta terça-feira (26) pela Polícia Civil suspeitas de terem participado do assassinato do parlamentar.

Elas foram presas durante uma operação que visava encontrar a arma e os suspeitos pelo crime. Apesar da ação, porém,  o revólver não foi localizado.

Nenhuma postagem para exibir