Caso Camilo de Mattos: suspeito de atirar em empresário se entrega à polícia de Cravinhos

Rodrigo César Marques, 30, foi até a delegacia, acompanhado de seu advogado e confessou o crime

Foto: Rede Social

O suspeito de atirar contra o empresário Edilson Donizete Mancim, 48, se apresentou à Polícia Civil de Cravinhos, neste domingo (15). Rodrigo César Marques, 30, foi até a delegacia, acompanhado de seu advogado e confessou o crime.

O rapaz deve ser ouvido ainda hoje pelo Departamento Estadual de Investigações (Deic) de Ribeirão. O crime foi cometido em 15 de julho e a vítima morreu em decorrência de uma parada cardiorrespiratória por consequência dos tiros.

Câmeras de segurança registraram o momento do crime. Pelas imagens, é possível ver Mancim indo atender o chamado no portão, e momentos depois um dos rapazes saca uma arma e dispara contra o empresário, que cai no chão. Em seguida o autor dos tiros foge.

O crime

Edilson Donizete Mancim, 48, foi morto com um tiro na cabeça no dia 15 de julho, em seu estabelecimento comercial, na rua Camilo de Mattos. A principal hipótese da polícia até o momento é latrocínio.

Um policial passava pelo local no momento em que foram efetuados os disparos. Rapidamente ele se deslocou à empresa onde colheu informações e saiu a procura dos suspeitos.

Momentos depois, o carro utilizado na fuga foi encontrado. O veículo estava parado para que dois homens pudessem entrar no automóvel. Então, neste instante o agente conseguiu prender Tiago Augusto Costa Medeiros, que negou a participação.

Contudo foi encontrada, junto a ele, uma arma, provavelmente utilizada durante o crime.

O outro partícipe identificado pelos investigadores é natural da região Nordeste e morava nos Campos Elíseos. Contudo, conforme as apurações ele fugiu para sua localidade natal.

Nenhuma postagem para exibir