Após mudança na lista do MEC, jovem de Ribeirão aprovado em Medicina perde a vaga em universidade pública

Aluno fez o curso pré-vestibular gratuito que é oferecido pelo Instituto SEB

João Eduardo Nascimento Pereira, 17, foi chamado para cursar Medicina na Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFMT)
Continua depois da publicidade

Vergonha e decepção. Esses são os sentimentos de João Eduardo Nascimento Pereira, 17, aluno de um cursinho social gratuito que foi chamado para cursar Medicina na Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFMT) e, horas depois, teve a convocação para a matrícula suspensa depois que o MEC (Ministério da Educação) determinou a retirada da lista de convocados da lista de espera, divulgada na quinta-feira (6), do ar.

João Eduardo mora com a mãe em um bairro periférico de Ribeirão Preto. A renda da família é de R$ 1,2 mil. Aluno do terceiro ano do Ensino Médio, ele conseguiu uma vaga no Nau, curso pré-vestibular gratuito oferecido pelo Instituto SEB para alunos de baixa renda em Ribeirão Preto.

Ele havia ficado na lista de espera do curso de Medicina. Seria o primeiro na família a fazer uma faculdade pública e acabou convocado pela instituição para matrícula, através do Sisu, em lista divulgada no fim da tarde de quinta. A notícia foi celebrada pelos familiares mas, na manhã desta sexta-feira (7), o MEC divulgou um comunicado no qual determinou a retirada da lista do ar. Nenhuma outra lista foi divulgada até o momento.

“Foi uma sensação horrível. Ontem à noite eu estava comemorando com minha família uma aprovação em Medicina, seria o primeiro na minha família. Fui dormir como um aprovado em Medicina e acordei como não mais aprovado. Pior do que o sentimento de revolta com a responsabilidade dos responsáveis é a vergonha de ter que falar para familiares, amigos e conhecidos que foi um engano e não passei”, disse João Eduardo.

Divulgação

A Federal de Uberlândia é uma das universidades federais que teve que retirar a lista de convocados do ar por conta de uma determinação do MEC.

“O MEC informa que a lista de espera divulgada por alguns instantes na tarde de 06 de fevereiro NÃO deve ser utilizada pela instituição. Solicitamos esperar a lista de espera definitiva. A convocação dos aprovados em lista de espera deve aguardar essa divulgação. Portanto, DESCONSIDERAR o e-mail anterior referente à 2º chamada”, disse a instituição, em e-mail enviado ao aluno.

Procurada, a Universidade de UFMT não se pronunciou sobre o assunto até o fechamento da matéria.

Expectativa

Tadeu Terra, responsável pelo cursinho Nau, conta que João Eduardo é um dos 100 alunos selecionados pelo Instituto Seb. “Conseguimos a aprovação de 31 deles em universidades federais ou estaduais e cinco com bolsa integral em universidades particulares. Ficamos muito tristes com a situação do João Eduardo”, disse.

Terra explica que o cursinho é 100% gratuito e, para participar, os alunos devem ter concluído o ensino médio no ano que fizerem a inscrição, ou nos dois anteriores. Além disso, ter uma renda familiar máxima de 4 salários mínimos. Os alunos recebem alimentação e auxílio para o transporte.

 

ATUALIZAÇÃO: O jovem João Eduardo conseguiu a vaga nesta segunda-feira (10)

Nenhuma postagem para exibir