Hospital das Clínicas inova com uso de cachorros em tratamento de pacientes

Em julho deste ano o projeto completou um ano, sempre levando muita alegria e esperança aos pacientes do hospital

Imagem: Divulgação
Continua depois da publicidade

Sempre levar alegria e esperança aos pacientes do Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto. Esse é o objetivo dos cachorros do programa de Atividade Assistida por Animais no Centro de Terapia Intensiva da instituição (CTI).

O projeto Cão Carinho surgiu em 2018 e foi implementada em 2019, após a médica intensivista doutora Maria Auxiliadora Martins ter tido contato com um projeto semelhante na Mayo Clinic nos Estados Unidos, onde realizou o seu pós-doutorado por um ano. E desde então, Dante, Lili, Francisco e Joy, divertem os pacientes do hospital.

No começo deste ano, o Grupo Thathi de Comunicação deu a notícia em primeira mão quando os novos “funcionários” foram finalmente aprovados e se tornaram permanentes, ganhando até crachás.

“Existem trabalhos na literatura, que essa interação com o paciente diminui estresse, diminui níveis de alguns mediadores que levam ao estresse, que aumentam a pressão arterial, que aumentam a frequência cardíaca. E quando a visita ocorre, o bem estar não é somente no momento da visita, é um bem estar que perdura dias e semanas após o encontro.” diz a professora Maria Auxiliadora Martins, coordenadora do Centro de Terapia Intensiva e idealizadora do Cão Carinho durante uma entrevista ao programa Hora da Verdade.

Interrupção

Em julho o projeto completou um ano, mas devido a pandemia do novo coronavírus, o projeto precisou ser interrompido.

“Fizemos um ano do projeto em julho, e tivemos que parar devido a pandemia, por questões de aglomeração. Mas a ideia é que volte assim que possível, pois sabemos que a medicina intensiva é muito voltada a prevenir e a tratar doenças. E na verdade a terapia assistida por animais, é um tratamento não farmacológico, ou seja, uma medida simples de serem feitas e que tem um feedback positivo.”

Assista abaixo a entrevista completa logo abaixo.

Nenhuma postagem para exibir