Anthony Wong, o doutor cloroquina, teria morrido de covid, afirma revista

Médico desprezava a pandemia e a vacinação; na época, causa da morte foi divulgada como uma parada cardiorrespiratória

Anthony Wong faleceu no dia 15 de janeiro de 2021

O pediatra e toxicologista Anthony Wong, famoso por seus discursos contra a pandemia e a vacinação, teria morrido de Covid-19 e não de parada cardiorrespiratória (motivo divulgado pela família), segundo a Revista Piauí. O médico morreu aos 73 anos no dia 15 de janeiro de 2021.

O veículo afirma que teve acesso aos conteúdos do prontuário médico e constatou que o médico foi internado com sintomas da Covid-19. Além disso, a revista também teve acesso ao atestado de óbito e afirmo que não há qualquer menção à morte por Covid.

Wong foi internado no hospital Sancta Maggiore, pertencente a rede Prevent Senior, no dia 17 de novembro. O estabelecimento está sob investigação da CPI da Pandemia sob suspeita de cometer uma série de irregularidades.

Em nota, a Prevent Senior respondeu que “por limitações éticas e legais, não pode fornecer ou confirmar informações de pacientes. Apesar disso, afirma que não houve fraudes ou omissões nos atestados de óbito.”

Kit Covid

De acordo com as informações divulgadas pela revista Piauí, o médico teria autorizado ser medicado com o “kit Covid” no seu segundo dia de internação, composto por hidroxicloroquina, azitromicina e ivermectina. Além do kit, Wong também teria sido medicado por outros remédios sem comprovações científicas.

Anthony era famoso por divulgar vídeos onde afirmava ser contra a pandemia e a vacinação. Ele também defendia a “intervenção vertical”, que é o método de isolamento apenas para as pessoas pertencentes ao grupo de risco.

Nenhuma postagem para exibir