Crime passional – mulher é morta em Guaíra por ex que não aceitava a separação

Um crime passional chocou a cidade de Guaíra na noite de terça-feira (28) no bairro Antônio Garcia.
Uma jovem atleta que representava a cidade em torneios internacionais da modalidade judô, foi morta a facadas pelo ex-namorado.

 

Adriele de Freitas Sena, 22, foi dez vezes esfaqueada dentro da residência. O agressor, identificado como Valdelicio Cledson Donizete Santos Assunção, 21, não aceitava a separação. Ele atentou contra a própria vida, com facadas no pescoço e tórax.

Ele foi socorrido e levado para a Santa Casa de Barretos, onde permanece internado sob escolta.
O delegado da Delegacia de Defesa da Mulher já pediu sua prisão preventiva tão logo deixe o hospital.
A faca foi apreendida dentro de um tanque na lavanderia da casa.
Valdelício Assunção é açougueiro no supermercado onde a vítima trabalhava em Guaíra. Adriele Sena era judoca e integrou a seleção brasileira cadete da modalidade.
Em julho passado, a delegação de Guaíra foi campeã dos Jogos Regionais de Matão, e Adriele conquistou uma medalha de prata na categoria até 57kg. Em 2012, conquistou a medalha de prata pela seleção brasileira na Copa Europeia Sub 17, realizada na República Tcheca.


O corpo de Adriele de Freitas Sena foi sepultado no Cemitério Municipal de Guaíra. Ela deixa uma filha de 5 anos de outro relacionamento.