Cinema: o começo, o meio e o fim

Muitas vezes ouvimos dizer que os fins justificam os meios, outras vezes acabamos assimilando que tal filme não foi empolgante pois foi apenas um começo de uma franquia, mas como costumo dizer, não importa se um filme está iniciando ou terminando uma saga, ele deve sempre ter em sua essência sem importar a duração, um bom começo para empolgar, um miolo interessante para segurar o espectador, e um final extasiante para que você reflita, se emocione ou até saia pesquisando sobre o tema que viu na telona, e quando os três elementos funcionam, pode ser um começo de franquia, um final de uma saga, ou até mesmo uma enrolação de capítulo, que acabaremos satisfeitos com nossa sessão, e o dinheiro pago para conferir o longa terá sido bem empregado.

Dito isso, nessa semana temos muitos filmes estreando na cidade, que por acaso se encaixam nessa ideologia, pois temos o encerramento de uma trilogia bem cheia de ação, que contou com dois bons filmes, e que muitos sequer acreditavam em um segundo longa, mas que ao final dele, todos desejaram o terceiro, e eis que surge “John Wick – Parabellum”, que promete muitas coreografias entre dublês e Keanu Reeves, que se especializou em boas lutas, tiros, e claro cachorros para que a série funcionasse, e aqui a promessa é boa de acontecer, veremos o resultado.


“John Wick – Parabellum”

Teremos a volta dos longas espíritas nas salas dos cinemas, que em 2010 apostei que seria um dos grandes e melhores motes para serem trabalhados no nosso cinema, pois a gama de seguidores é imensa, e o resultado de ideias funcionam bem como cinema, e agora com “Kardec”, que contará a história do grande nome do espiritismo, possivelmente veremos salas bem lotadas, emocionadas com a história e certamente outros brevemente devem surgir, afinal já temos outros longas do estilo previstos ainda para esse ano, ou seja, torcida para acerto temos.


“Kardec”

Claro que as distribuidoras sempre procuram colocar sessões para todos, e nessa semana teremos uma animação para os pais levarem os filhos aos cinemas, e claro, depois gerar possíveis materiais promocionais, brindes de lanches, e tudo mais, e com o bem colorido e musical “Uglydolls” que entrega bonecos feios feitos de meias passando uma mensagem anti-perfeição para os pequeninos, certamente a promessa de boas lições morais e muita diversão é garantida.


“Kardec”

E sempre é bom ter também um romancinho gostoso para ver na sala escura, afinal os amantes desde muito tempo atrás gostavam de levar ao cinema os seus pares para se emocionar, beijar, e claro ver o filme (afinal o ingresso está caro né pessoal, então primeiro ver o filme, e deixar o restante para quando sair da sala!), e com “O Sol Também É Uma Estrela”, teremos a história de uma jovem que apenas acredita em ciência e jamais lhe passa pela cabeça o tradicional mito do destino, até claro se apaixonar momentos antes de ser deportada junto com a família, ou seja, muita emoção em cima de um filme baseado em um dos livros mais vendidos de 2017.


“O Sol Também É Uma Estrela”

Teremos ainda dois filmes bem alternativos, para quem gosta de sair do comum, o primeiro é “Duas Rainhas”, que chega agora na cidade bastante tempo após ter sido lançado lá fora, inclusive tendo concorrido o Oscar de Figurino e de Maquiagem, que trabalha a relação entre promessas de casamento e briga entre rainhas da mesma família por um pretendido, e conta com duas excelentes atrizes Saoirce Ronan e Margot Robbie. E o outro é o brasileiro “A Sombra do Pai” que mostra o conflito familiar de uma jovem garota que precisa deixar de lado a infância para cuidar do pai doente, e esse tendo de lidar com a frustração de necessitar de cuidados, ou seja, um drama bem complexo que envolverá a todos.


“Duas Rainhas”

A Sombra do Pai”

Ou seja, vem aí uma semana com muitas opções, que certamente esperamos que nos agradem, façam refletir e vibrar como disse no começo do texto, afinal é para isso que pagamos para ver um bom filme no cinema. Para saber os horários de cada longa na cidade, e conferir durante a semana as críticas e notas que dei para cada um dos filmes, é só acessar www.coelhonocinema.com.br .