Pandemia muda forma de se preparar para o Enem

Situação de distanciamento social causada pela pandemia de covid-19 exige mais disciplina e autoconhecimento do candidato para se sair bem no exame

Exame do Enem - Foto: Agência Brasil.

A pandemia de Covid-19 teve impacto em todos os setores da sociedade, e com a educação não foi diferente. Milhões de jovens que se preparam para realizar as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e mesmo vestibulares das mais diferentes universidades viram sua rotina mudar completamente.

Parte das novidades incluem a preparação online para as provas. Embora exista a possibilidade de que as aulas sejam retomadas até outubro, é possível, hoje, que a preparação seja feita através da rede mundial de computadores.

Afinal, enquanto o retorno às aulas presenciais ainda é algo incerto que gera dúvidas e receios em grande parte da população, quem está com as provas marcadas não pode se dar ao luxo de esperar. A preparação, apontam os profissionais, não pode parar.

A psicóloga Leidiane fala sobre como se manter são em época de coronavírus – Foto – Divulgação

Para a psicóloga Leidiane Martinez Macedo, sócia da clínica Core Psicologia Aplicada, é preciso que o estudante tenha um controle da agenda e trace planos específicos para os estudos, de forma a evitar a procrastinação e a perda de foco.

“Devemos considerar que a maioria das pessoas que prestam o Enem ou vestibulares são adolescentes que estiveram ao longo da vida estudando em um modelo presencial. Sair dessa configuração pode causar ansiedade”, reflete.

Para isso, continua Leidiane, é preciso se preparar para encarar a mudança proposta pela pandemia. “Da mesma forma que o compromisso de ir às aulas é algo incorporado à agenda, o estudo online também deve ser. É preciso comprometimento e o estabelecimento de uma rotina clara. O fato de estar em casa não libera o estudante dos compromissos agendados com seu futuro”, afirma.

Dicas

Segundo a pedagoga Zilá Moura, especialista em Educação à Distância pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), a maioria das instituições de ensino têm disponibilizado conteúdo online para os estudantes que irão prestar os vestibulares.

“Muitas já tinham uma presença online, mas isso foi ampliado com a pandemia. E, mesmo com todas as dificuldades que a falta de aula presencial podem causar, pode ser uma forma interessante de aprendizado”, conta.

Opções

Sistema da Educacross dá apoio ao ensino da matemática – Foto: Divulgação

O uso de site especializados na preparação para o vestibular e mesmo de reforço de conteúdo também é uma opção. Reginaldo Gottardo, presidente da Educacross, startup do setor educacional que promove reforço de matemática, conta que existe, no mercado, boas opções para o aluno que quer aproveitar a pandemia para revisar os conteúdos. “Muitas plataformas dispõem de conteúdo gratuito, acessíveis aos alunos”, conta.

A psicóloga Leidiane Martinez, salienta, entretanto, que é fundamental que o aluno se programe e encare os estudos na pandemia com a mesma responsabilidade que as aulas presencias.

“O quarto precisa ter um ambiente favorável para que o jovem possa se concentrar, e o tempo de estudo deve ser livre de distrações. Além disso, é preciso que o estudante esteja bem – não só com a rotina de estudos como com a vida. Dormir bem, manter a rede de relacionamentos e a mentalidade positiva é fundamental”.

Confira dicas para aproveitar a pandemia e se preparar para o vestibular

  • Se organizar;
  • Dividir os estudos em partes;
  • Escolher um estilo de aprendizagem;
  • Manter o sono em dia;
  • Manter o foco (desligar o celular, estar no silêncio) e
  • Estudar as matérias mais difíceis primeiro;

Nenhuma postagem para exibir