O tratamento começou a ser testado em humanos no Canadá

O medicamento usado é natural e foi chamado de Montbretina A (MbA). A intenção com essa nova medicação é um tratamento com menos efeitos colaterais para pacientes com diabetes tipo 2.

A medicação é um composto extraído de flores crocosmia e ainda está na fase 1 de desenvolvimento no exterior. O composto inibe a ação da enzima alfa-amilase. Sendo assim o amido não se quebra e vai para o intestino grosso, evitando que o amido se transforme em açúcar, não liberando glicose na corrente sanguínea e sem aumentar as taxas dos diabéticos.

Os cientistas demoraram anos até chegar à flor, diversas reações entre o extratos e a ação das enzimas foram analisadas. Segundo um dos pesquisadores foram cerca de 30.000 desses extratos.

Tratamento novo

Atualmente os tratamentos se assemelham ao proposto, eles impedem que os açúcares sejam quebrados e liberem um maior teor de glicose. Em contrapartida eles apresentam efeitos colaterais como o aumento de gases no intestino.

Eles vão iniciar agora os testes em humanos, que havia sido adiado pela pandemia da Covid-19.