Mulher assassinada em motel de RP era escrivã aposentada

O crime ocorreu durante a madrugada de Ano Novo

Viatura da Polícia Civil - Foto: Divulgação

Cirene Aparecida dos Santos, de 62 anos, foi enterrada na manhã desse sábado (01), após ter sido assassinada por seu parceiro, em um motel na Avenida Thomaz Alberto Whately, na madrugada de Ano Novo em Ribeirão Preto. O homem se suicidou em seguida com um tiro na cabeça.

A mulher, que foi alvo de três disparos, sendo um contra o peito, era uma escrivã aposentada e trabalhou durante anos na Polícia Civil, tendo tido passagens pela Delegacia de Defesa da Mulher e por vários outros distritos. Os colegas de profissão a consideravam uma profissional íntegra e competente.

Não há informações sobre o que teria motivado o crime. O autor do crime, o empresário Wilson dos Reis Gomide, mantinha um relacionamento amoro com a vítima.

O caso

Durante a madrugada do de sexta-feira (31), funcionários do estabelecimento teriam escutado sons de disparos vindos de uma das suítes do Motel. Ao averiguarem a situação, encontraram os corpos de Wilson dos Reis Gomide, e da mulher Cirene Aparecida dos Santos, ambos de 62 anos.

A Polícia Militar (PM) foi acionada e, ao chegar no local, constatou que a mulher havia recebido três tiros, sendo um deles no peito. O homem, por sua vez, apresentava um único disparo na cabeça, aparentemente efetuado por ele mesmo.

Por fim, após investigação concluída, o caso ficou registrado como um homicídio seguido de suicídio. A Polícia Civil apura as circunstâncias sobre o crime.

Nenhuma postagem para exibir