Grupo bolsonarista protesta em frente ao STF com tochas e máscaras

O protesto foi organizado por Sara Winter, investigada no inquérito contra fake news

Grupo bolsonarista comandado por Sara Winter durante protesto - foto: Instagram / Divulgação

O grupo bolsonarista autodenominado “300 do Brasil” realizou um protesto na madrugada deste domingo (31) em frente ao Supremo Tribunal Federal. Os manifestantes estavam mascarados, carregavam tochas e vestiam roupas pretas.

O protesto foi organizado depois de sua principal porta-voz, Sara Winter, ter sido alvo de mandado de busca e apreensão, relacionado a operação da Polícia Federal que apura ataques aos integrantes da corte e ao inquérito das fake news conduzido no Supremo na semana passada.

“Viemos cobrar, o STF não vai nos calar. Careca tocado, Alexandre descarado. Ministro, covarde, queremos liberdade. Inconstitucional, Alexandre imoral”, repetiram os manifestantes durante a marcha.

A atitude do grupo praticamente reeditou uma marcha da Ku Klux Klan (KKK), um grupo supremacista estadunidense que ganhou fama por perseguir negros e defender o anticomunismo. Segundo o jornal Fórum, Supremacistas modernos também costumam usar tochas em suas atividades.

“Diferentemente dos Black blocks e ANTIFA de Guilherme Boulos, com guerrilha armada, treinada e preparada para matar, depredar patrimônios públicos e culturais, e gerar o caos por onde passa — o *ACAMPAMENTO OS 300* apenas mostra que veio para ficar e defender a soberania da nossa pátria amada, óh mãe gentil, e apoiar DE GRAÇA o presidente Bolsonaro”, diz trecho de um post feito no Instagram de Winter.

*Contém informações de Fórum

Nenhuma postagem para exibir