É encontrada morta a idosa desaparecida após temporal em Barretos

O corpo foi encontrado no final da manhã deste sábado (8); ela estava desaparecida desde a tarde de quinta-feira (6)

Antônia Yoshida, de 77 anos, foi encontrada morta - Foto: Barretos que Ninguém Vê

Foi encontrada morta a idosa, Antônia Yoshida, de 77 anos, desaparecida após ser levada pela enxurrada nesta quinta-feira (6) em Barretos. O corpo foi localizado por funcionários do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Barretos (SAAE).

Segundo o tenente do Corpo de Bombeiros, responsável pelas buscas, o corpo de Antônia foi localizado no final desta manhã pelos funcionários da SAAE, eles estavam trabalhando em uma obra quando encontraram o corpo da idosa entre a parede e a tubulação do córrego Pitangueiras. A equipe estava no local arrumando a parede que havia sido afetada pelo temporal.

O Tenente reforçou que em caso de chuva forte os moradores devem evitar ficar próximos ou enfrentar enxurradas. Ainda não foi confirmado o que levou Antônia a óbito.

O desaparecimento

Antônia Yoshida, 77 anos, desapareceu durante o temporal que atingiu a cidade de Barretos nesta quinta-feira (6). Segundo o sobrinho de Antônia, ela estava junto com a irmã em um carro e saiu para fechar a porta do passageiro que havia sido aberta pela força da enxurrada. Enquanto tentava fechar a porta a idosa foi arrastada pela correnteza, desde então ela está desaparecida.

O Corpo de Bombeiros iniciou nesta quinta-feira (6) uma busca pela idosa, as buscas estão sendo encerradas ao anoitecer e retomadas na manhã seguinte. De acordo com os agentes do Corpo de Bombeiros, eles ainda não obtiveram sucesso na busca por Antônia.

Nesta sexta-feira (7) a equipe do Corpo de Bombeiros de Barretos utilizou um drone para auxiliar nas buscas pela idosa. Durante a tarde de ontem (7) os agentes fizeram uma busca no Ribeirão Pitangueiras até o local onde ele deságua, no Rio Pitangueiras.

Nenhuma postagem para exibir