USP busca voluntários para pesquisa sobre impacto da privação no ambiente escolar no desenvolvimento infantil

Pais, professores ou fonoaudiólogos de crianças com idade entre zero e cinco anos e 11 meses podem contribuir preenchendo questionário on-line

Movimento em unidade escolar de Ribeirão Preto - Foto: Divulgação

Pesquisadoras da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP precisam de voluntários pais, professores e fonoaudiólogos para participar como avaliador de questões sobre aspectos cognitivos, linguísticos, sociais e afetivos. A participação é para o estudo sobre o impacto da privação do ambiente escolar no desenvolvimento infantil de crianças em idade pré-escolar, de zero a cinco anos e 11 meses, na pandemia.

O objetivo é caracterizar as famílias e os contextos familiares dos pré-escolares; verificar os efeitos decorrentes da privação do ambiente físico escolar no desenvolvimento infantil de crianças pré-escolares na percepção dos familiares, em relação aos aspectos cognitivos, linguísticos, sociais e afetivos.

Para participar, os voluntários precisam ser pais, professores ou fonoaudiólogos de crianças com idade entre zero e cinco anos e 11 meses. Com a experiência dos participantes com as crianças, eles contribuirão para julgar questões sobre o impacto da privação do ambiente escolar no desenvolvimento infantil e poderão dar sugestões de mudanças para tornar as questões mais adequadas.

A primeira etapa da participação consiste no preenchimento de um questionário on-line, neste link. A segunda etapa envolve a colaboração em novo questionário com duração estimada de 20 minutos.

O estudo é realizado pela aluna do curso de Fonoaudiologia da FMRP Gabriela Gomes Prado de Almeida sob orientação da professora colaboradora Tatiane Martins Jorge, ambas da FMRP.

Mais informações: gabrielaalmeida@usp.br

Nenhuma postagem para exibir