Tradicional feriado de Corpus Christi remete a memória do Cristo para os católicos

A festa católica é celebrada desde o ano de 1264, sendo instituída pelo papa Urbano IV

Foto: Désirée Teixeira

Nesta quinta-feira (20), os católicos celebram o Corpus Christi. É uma data móvel celebrada pela Igreja Católica sempre 60 dias após a Pascoa ou na quinta-feira seguinte ao domingo da Santíssima Trindade. A palavra Corpus Christi significa, em latim, corpo de Cristo, e é considerada o dia que Jesus instituiu o sacramento da Eucaristia.

Segundo dom Anselmo, da Sete Capelas, a data também representa a memória do Cristo vivo. “A celebração de Corpus Christi é fazer a memória da Eucaristia do próprio Cristo vivo, ressuscitado, que está no meio de nós por meio deste alimento, que nos conduzirá para a vida eterna. Então é uma celebração, com a ajuda de pessoas, que fazemos o tapete e ao mesmo tempo reforça a memória do Cristo presente”, conta o dom.

Uma das características mais emblemáticas da celebração, são os tapetes que enfeitam as ruas próximas as igrejas. Para o padre Daniel, da igreja Nossa Senhora do Rosário, na Vila Tibério, o momento de criação dos tapetes é de gratidão. “Para os fiéis é um momento de alegria porque é um gesto concreto de manifestação a Jesus na Eucaristia. Nós estamos organizando esse evento há dois meses, na qual eles vão juntando pinturas, serragens, latinhas parar confeccionar o tapete. Cada desenho é de responsabilidade de uma pastoral, que tenta da melhor forma expressar o que querem e representam no tapete”, explica o padre.

Nenhuma postagem para exibir