Doria anuncia auxílio de R$ 300 a parentes vulneráveis de vítimas da Covid-19

Com investimento de mais de R$ 20 milhões, SP Acolhe é um dos benefícios do Bolsa do Povo

Governador João Dória durante a Coletiva de Imprensa Imagem: Governo do Estado de São Paulo

O Governador João Doria lançou, nesta terça-feira (29), o programa SP Acolhe, que vai oferecer auxílio mensal de R$300 a famílias vulneráveis que perderam ao menos um integrante do núcleo familiar por Covid-19 desde o começo da pandemia. O benefício faz parte do programa Bolsa do Povo e está previsto para durar até dezembro. 

A iniciativa vai beneficiar famílias inscritas no CadÚnico com renda mensal de até três salários-mínimos que tenham perdido ao menos um familiar vítima do novo Coronavírus, podendo ser pai, mãe, avô, avó, filho, filha ou outro parente, desde que a morte tenha ocorrido dentro do núcleo familiar. O programa considera todas as estruturas familiares, exceto a unifamiliar (uma única pessoa), com filhos de todas as idades.

O programa vai beneficiar 11.026 famílias em todo o estado, com 11.143 auxílios, totalizando repasse estadual de R$20 milhões. O benefício de R$1,8 mil será pago em seis parcelas mensais de R$300, entre os meses de julho e dezembro de 2021.

Vale Gás e Bolsa do Povo

O anúncio deste novo auxílio é feito menos de quinze dias após o lançamento do Vale Gás, programa de transferência de renda para mais de 100 mil famílias em situação de vulnerabilidade social do estado de São Paulo que vai pagar três parcelas de R$ 100, entre os meses de julho e dezembro de 2021, para a compra de botijões de gás de cozinha. Tanto o Vale Gás como o SP Acolhe são benefícios incorporados ao Bolsa do Povo.

Nele também estão os programas Renda Cidadã, Via Rápida, Bolsa-Trabalho, Ação Jovem, Bolsa Talento Esportivo e o auxílio-moradia emergencial (Aluguel Social). Também estão previstas contratações de mães e pais nas escolas, além de agentes de apoio para os serviços de saúde.

O Bolsa do Povo vai pagar benefícios de até R$500 e poderá beneficiar até 500 mil pessoas direta e indiretamente nos 645 municípios de São Paulo. 

Para mais informações confira o portal Bolsa do Povo. 

Nenhuma postagem para exibir