Confira algumas dicas para se organizar financeiramente em 2019

Mudança de hábitos é um dos principais exercícios

Foto: Arquivo/Agência Brasil.

O ano novo chegou e é importante avaliar o que funcionou em 2018 e o que precisa de ajustes, isso em todas as áreas da vida. Na parte financeira, essa prática também é importante.

Analise os meses que você teve uma boa performance, quais foram seus rendimentos, identifique com o que foi gasto o seu dinheiro, o que pode ser repetido e o que deve ser evitado no ano seguinte.

As dicas são de Lucas J. M. Santos, professor de Contabilidade do Centro Universitário Estácio Ribeirão Preto. “Você só vai conseguir mudar o que fez de errado ou potencializar os seus acertos se a sua vida financeira estiver organizada”, reforça o professor.

Dicas para 2019

Corte gastos que não são essenciais

Quer bons motivos para aderir às planilhas e aos apps de finanças pessoais? Quem mantém o controle das despesas e receitas ao longo do ano consegue saber quanto terá disponível, por exemplo, para as férias ou Réveillon de 2019 naquele destino desejado.

Seja qual for o seu objetivo, para chegar lá é preciso ter um controle efetivo de gastos. Se você ainda não adquiriu esse hábito, uma maneira eficaz de começar é por fim aos excessos. Veja onde é possível fazer cortes e estipule um valor mensal para poupar.

A primeira missão é acumular uma quantia equivalente a seis meses das suas despesas mensais para compor uma reserva de emergência. É importante frisar que este valor deve estar disponível a qualquer momento, ou seja, ele precisa estar em investimentos conservadores e com boa liquidez.

Cenário político-econômico x Investimentos

Com a posse do presidente eleito, o mercado econômico tem a expectativa de que mudanças importantes irão acontecer, favorecendo o crescimento da economia.

Fique atento, pois podem surgir boas oportunidades de investimentos. Até mesmo, aquela velha vontade de ser dono do próprio negócio. Mas, para isso, pesquise profundamente e analise todos os cenários possíveis. Procure instituições que possam lhe ajudar, como o Sebrae, por exemplo, ou até mesmo a Estácio, nos atendimentos gratuitos.

Mudar hábitos

Se você parcela todas as compras, gasta muito no cartão de crédito e não sabe exatamente quanto, sempre cai nas tentações de consumo, pode ser um sinal de alerta de que é preciso repensar alguns hábitos para saber o que está desequilibrando sua vida financeira. Reveja sua trajetória de 2018, potencialize os acertos e corrija os erros para 2019. Boa sorte!

Nenhuma postagem para exibir