Unidade de Saúde do Cristo Redentor será inaugurada na quinta-feira (19)

Bairro foi entregue sem infraestrutura e moradores reclamaram; capacidade será de mais de mil atendimentos por dia

Unidade de Saúde do Cristo Redentor - Foto: Prefeitura de Ribeirão

A Prefeitura de Ribeirão Preto inaugura, nesta quinta-feira (19), a Unidade Básica de Saúde (UBS) do Jardim Cristo Redentor, na zona Norte de Ribeirão Preto. O posto será administrado pela Fundação Santa Lydia e terá capacidade para 1.080 atendimentos por mês. A unidade de saúde atenderá de segunda a sexta-feira, das 7h às 13h.

O bairro foi entregue no primeiro semestre, mas a falta de uma unidade de saúde no bairro causou intensas reclamações por parte de populares do bairro, que reclamam que as chaves dos apartamentos foram entregues sem que houvesse infraestrutura no bairro. Na ocasião, não havia nem escola nem unidade de saúde em funcionamento.

A nova unidade de saúde começa a operar imediatamente para atender a população da região, que abrange moradores do bairro Cristo Redentor, Residencial Parque das Oliveiras e adjacências, e está estimada em 30 mil habitantes. A construção da UBS é uma contrapartida da Construtora Pacaembu à Prefeitura.

Haverá atendimento de clínica geral, ginecologia e obstetrícia, pediatria, enfermagem e odontologia.

Área

Construída em pavimento térreo com área total 640,3 metros quadrados, a unidade terá equipe médica, composta por três médicos (um ginecologista, um pediatra e um clínico geral), dois enfermeiros, sete técnicos em enfermagem, um farmacêutico, um auxiliar de farmácia, um porteiro, um cirurgião dentista, um auxiliar de saúde bucal e dois recepcionistas.

Contará ainda com serviço de limpeza e higienização de toda a estrutura da unidade. A unidade de saúde terá também serviço de portaria com profissional habilitado e segurança.

“Está quase tudo pronto para começar a atender a população, com instalações de primeiro mundo, equipe treinada e equipamentos novos. A nova unidade de saúde atenderá as pessoas que moram naquela região e antes eram atendidas por outras unidades de saúde. Agora, poderão ter a unidade mais próxima de suas residências, fortalecendo a atenção básica e, consequentemente, as ações de prevenção em saúde”, enfatiza Sandro Scarpelini, secretário da Saúde.