Secretário da saúde de Ribeirão Sandro Scarpelini afirma após protesto na UPA que vai insistir em convênio para abrir unidade

o governo municipal alegou que o tribunal de contas indica uma organização social para viabilizar a abertura das UPAs

Moradores de vários bairros da zona oeste de Ribeirão Preto se reuniram na manhã desta sexta-feira (14) em frente ao prédio da UPA, unidade de pronto atendimento, do Sumarezinho para cobrar a abertura da unidade. A manifestação teve apoio de alguns conselheiros da saúde.

Durante o manifesto, os participantes pediram resposta do governo municipal que não apresentou até o momento uma data para funcionamento das duas unidades prometidas para a cidade.

O prédio da UPA do sumarezinho está pronto desde 2016, mas apesar de três promessas de abertura a unidade sequer foi equipada. O último compromisso de inauguração foi para julho. O secretário da saúde Ângelo Scarpelini afirmou em entrevista coletiva que o tribunal de contas foi consultado e que passar para uma organização social é a saída que deve ser adotada para colocar em funcionamento as duas unidades sem funcionamento em Ribeirão.