Santa Casa de Ribeirão Preto deixará de receber R$100 mil reais por mês com corte de recursos estaduais

O valor é significativo e impactará diretamente nos serviços prestados, já que a tabela do Sistema Único de Saúde (SUS) é defasada e os valores repassados pelos programas ajudam no custeio do hospital

Funcionários da Santa Casa comemoram centésima alta de covid-19 - Foto: Divulgação
Continua depois da publicidade

O governo do Estado publicou ontem (06/01), uma resolução que corta 12% dos Programas Pró-Santas Casas e Santas Casas SUStentáveis, destinados ao custeio das Santas Casas e hospitais filantrópicos do Estado, com isso o hospital deixará de receber R$1,2 milhões ao ano.

Com a medida, a Santa Casa de Ribeirão Preto poderá não conseguir oferecer o mesmo atendimento de hoje. O valor é significativo e impactará diretamente nos serviços prestados, já que a tabela do Sistema Único de Saúde (SUS) é defasada e os valores repassados pelos programas ajudam no custeio do hospital. A Santa Casa de Ribeirão Preto destina mais de 60% do atendimento aos pacientes do SUS, é um hospital de média e alta complexidade e realiza transplante renal.

A resolução afeta diretamente recursos essenciais para os hospitais, que são responsáveis por mais de 50% do atendimento do SUS, especialmente no interior do estado, onde os equipamentos de saúde são referência para a alta complexidade.

Em meio à maior crise de saúde mundial, as 180 entidades que realizam grande parte do atendimento no Estado terão corte de R$ 80 milhões no ano. O Programa Pró-Santa Casa atende 117 instituições e os SUStentáveis 63.

O setor que destina mais de 47 mil leitos de enfermaria, mais de 7 mil leitos de UTI ao SUS, representa mais de 50% das internações e mais de 70% dos atendimentos em alta complexidade, como oncologia, cardiologia e transplantes, está indignado com a resolução do governo estadual.

Em mais de 200 municípios do Estado, a Santa Casa ou o hospital filantrópico é o único equipamento de saúde para atendimento à população.

Nenhuma postagem para exibir