Sábado tem Campanha de Prevenção ao Câncer da Pele no HC

Para ser atendido não é necessário encaminhamento, basta comparecer ao Ambulatório do Hospital das Clínicas, das 8 às 14 horas

Foto: Gilberto Marques

O Serviço de Dermatologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP recebe a população para orientação, atendimento e tratamento de casos de câncer da pele, neste sábado (30). 

Continua depois da publicidade

Para ser examinado, não é preciso encaminhamento, basta ao interessado comparecer das 8 às 14 horas no Ambulatório do Hospital das Clínicas, campus da USP.

A campanha faz parte do Dezembro Laranja, promovido pela Sociedade Brasileira de Dermatologia – SBD. Cerca de quatro mil médicos dermatologistas do Brasil somarão forças para a prestação de atendimento e esclarecimentos sobre a doença. As consultas serão realizadas gratuitamente em 132 postos de atendimento em diversos estados.

Ao longo destes 25 anos de campanha, mais de 7 mil pessoas foram atendidas pelo HCRP, com diagnóstico positivo para aproximadamente 14% dos indivíduos examinados. A coordenadora da campanha em Ribeirão Preto, a professora Cacilda da Silva Souza, espera atender este ano cerca de 500 pessoas.

Casos no Brasil

Um país com menos casos de câncer da pele é uma meta alcançável. O levantamento do Instituto Nacional do Câncer indica que a estimativa de novas ocorrências de câncer da pele não melanoma diminuirá em 10 mil casos do biênio 2016/2017 para o biênio 2018/2019.

Mas ainda há muito trabalho de prevenção a se fazer. O câncer de pele é o mais incidente no Brasil e corresponde a 30% de todos os tumores malignos registrados no país. Para o biênio 2018/2019, a estimativa é de 165.580 mil novos casos de câncer da pele não melanoma.

Outro dado novo desse período é que, em relação à última estimativa do Inca (2016/2017), a doença acometerá mais homens (85.170 mil) do que mulheres (80.410 mil).

Sinais de alerta

– Crescimento de nódulo, róseo a escuro, que se úlcera e sangra facilmente
– Mancha que arde, descama e sangra sem causa aparente
– “Pinta” ou “sinal” que muda de cor, tamanho, espessura ou contornos
– Feridas que sangram e não cicatrizam
– Como proteger a pele da radiação solar
– Evite exposição excessiva ao sol no período entre 10 e 16 horas (horário de verão)
– A face é local frequente dos tumores da pele, proteja-a sempre. Não se esqueça de proteger os lábios e as orelhas
– Use chapéu, boné, óculos e roupas que protejam a pele
– Use sempre um filtro solar com fator de proteção solar (FPS) igual ou superior a 30, aplicando-o, generosamente, pelo menos 20 minutos antes da exposição ao sol. Reaplique se for permanecer exposto ao sol por mais de 2 a 3 horas
Procure um especialista se notar na pele: manchas, “pintas” ou “sinais” que estão se modificando, as que formam “cascas” na superfície ou sangram com facilidade; feridas que não cicatrizam ou lesões de crescimento rápido ou contínuo.

Serviço
Campanha de Prevenção ao Câncer da Pele com exame preventivo gratuito
Quando: Sábado, 30 de novembro, das 8h às 14h
Onde: Ambulatório do Hospital das Clínicas – Campus da USP
Mais informações: (16) 3602-1000 / 3602-2345