Ribeirão tem mais de 2 mil casos de dengue confirmados em 2019

Número foi apontado pela Secretaria da Saúde. Em abril, duas pessoas morreram na cidade com a doença

Foto: F L Piton.
Continua depois da publicidade

Ribeirão Preto registrou nos primeiros quatros meses deste ano 2096 casos confirmados de dengue. O número apontado nesta quinta-feira (2) por um Boletim Epidemiólogico da Secretaria da Saúde é 1278,9% maior que o contabilizado no mesmo período do ano passado, quando foram 152 confirmações.

Ainda de acordo com o divulgado pela pasta, abril também é responsável por aumentos. Agora, foram 621 casos e em 2018 foram 42. Neste mesmo mês, vale lembrar, duas pessoas morreram em decorrência da doença. As vítimas são um homem de 73 anos e uma mulher de 44.

Na contramão dos dados, nenhum caso de chikungunya, zika vírus, microcefalia, febre amarela ou gripe H1N1 foi confirmado.

O secretário da Saúde da cidade, Sandro Scarpelini, afirma que o trabalho de combate e prevenção à dengue está sendo feito sem trégua. Segundo ele, são ações diárias, com equipes de Agentes de Combate a Endemias nas ruas, com campanhas de conscientização, treinamentos de equipes e nebulização frequente.

Para Scarpelini, os números estão dentro dos parâmetros aceitáveis, se comparado às demais cidades do Estado. 

Dez cidades de São Paulo concentram 53% dos casos

As cidades de Bauru, Araraquara, São José do Rio Preto, Andradina, Barretos, Campinas, São Joaquim da Barra, São Paulo, Fernandópolis e Birigui concentram 53% dos casos de dengue do Estado.

Em Araraquara, cidade da região com 233 mil habitantes, são mais de oito mil casos confirmados da doença em 2019, com cinco mortes. Em Bauru, já foram confirmados 13650 casos da doença e 12 mortes.

Nenhuma postagem para exibir