Ribeirão registra o primeiro óbito de puérpera desde o início da pandemia da Covid-19

Trata-se de uma mulher de 39 anos que morreu no último dia 19

Médicos atendem paciente em Unidade de Terapia Intensiva - Foto: Agência Brasil

Pela primeira vez, desde o início da pandemia, Ribeirão registrou a morte de uma puérpera. O fato foi confirmado nesta quinta-feira (24) e divulgado pelo Boletim Epidemiológico da Secretaria de Saúde da cidade.

A mulher, 39, estava internada e o óbito ocorreu no último dia 19. Este é mais um dado de um mês caótico que, constantemente, vem batendo marcas inéditas. Nesta quarta-feira (23), o município alcançou pouco mais 90 mil casos, isso ocorreu menos de um mês depois de chegar aos 80 mil, em 31 de maio.

Além disso, as duas vítimas mais novas, também, as primeiras na faixa etária desde o início da crise sanitária, foram registradas em junho.

Sem nem poder completar seu primeiro ano de vida, uma criança de seis meses, a mais nova até agora, teve sua morte confirmada no último dia 15, a única de 0 a 1 ano. Até este dia, a pessoa mais nova ter seu óbito confirmado pela doença era uma criança de 2 anos, também a primeira de 1 a 4 anos.

Mais dados

Além da puérpera, foram confirmadas mais 18 mortes, quatro pessoas não tinham doenças pré-existentes ou fatores de risco. A vítima mais nova tinha 34 anos e era uma mulher com comorbidade. Já a mais velha era uma mulher de 94 anos também com comorbidades.

Com os novos óbitos a cidade já soma 2.528 mortes desde que a pandemia começou, sendo que 1.478 são dos primeiros seis meses de 2021 frente a 1044 de todo o ano de 2020.

Além disso, foram confirmadas 449 novas infecções nesta quinta-feira. Sendo assim, a cidade já conta, no acumulado dos anos 90. 645 casos positivos da doença, tendo o primeiro semestre deste ano o responsável pela maior parte deles.

Leitos Covid

Segundo a plataforma leitoscovid.org, a taxa de ocupação de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) do município está em 90, 46% Significa que, dos 325 leitos oferecidos, 294 estão em uso.

Já as enfermarias dentre os 336 leitos oferecidos não estão disponíveis 261, isso corresponde ao percentual de 77,68% do total oferecido.

Nenhuma postagem para exibir