Ribeirão Preto registra 7.268 casos confirmados e 222 mortes por Covid-19

Taxa de ocupação de leitos de UTI é de 99,4%; Governo do Estado anunciou prorrogação da quarentena até o fim do mês na região

Imagem ilustrativa de Duarte Nogueira - Foto: Divulgação

O boletim epidemiológico do novo coronavírus (Covid-19) desta sexta-feira (10) registrou 7.268 casos confirmados e 222 óbitos pela doença em Ribeirão Preto. Hoje, foram oito novas vítimas fatais da doença. 

Em relação à taxa de ocupação dos leitos de UTI, dos 175, 174 seguem ocupados, com 99,4% de ocupação. Dos 221 leitos de enfermaria, 209 estão ocupados, com taxa de 94,6%.

Nesta sexta-feira, no horário do almoço, o Governo do Estado de São Paulo anunciou que a região de Ribeirão Preto, composta por 26 municípios da DRS XIII, permanecerá na fase vermelha do plano São Paulo com Franca, Campinas e Araçatuba, estendendo a quarentena até o dia 30 de julho.

A decisão foi tomada devidos aos indicadores desfavoráveis da DRS XIII, sendo o principal deles a taxa de ocupação de leitos de UTI na região, com 88%.

Confira o perfil dos óbitos:

5 de julho: Mulher de 53 anos com doença cardiovascular crônica, atendida em hospital público;
5 de julho: Homem de 69 anos com obesidade, atendido em hospital público;
6 de julho: Homem de 89 anos, comorbidades em investigação;
8 de julho: Homem de 76 anos com diabetes mellitus e hipertensão arterial;
8 de julho: Homem de 70 anos, com doença cardiovascular crônica atendido em hospital público;
9 de julho: Homem de 46 anos com asma, atendido em hospital público;
9 de julho: Homem de 76 anos com diabetes mellitus, atendido em hospital público;
9 de julho: Homem de 87 anos com doença cardiovascular crônica e doença renal crônica, atendido em hospital privado.

Consciência

O prefeito Duarte Nogueira (PSDB) declarou que é preciso 1que a população ajude no combate ao covid-19. “Se formos capazes, não só em Ribeirão Preto, mas nos 26 municípios que compõem uma população de 1,5 milhão de habitantes, de reduzir o contágio, utilizar as máscaras como tem sido orientado pelas autoridades sanitárias, evitar o contágio, cumprir com o distanciamento entre as pessoas e seguir os protocolos, quem sabe saímos da fase vermelha direto para a fase amarela sem ter que passar pela alaranjada intermediariamente”, afirmou o prefeito Duarte Nogueira.

Durante a divulgação do boletim, o chefe do Executivo ressaltou que o Governo do Estado atendeu o pedido da Prefeitura e, com isso, a Secretaria Municipal da Saúde assinará um convênio junto ao Governo do Estado para ampliação de mais 21 leitos de UTI COVID, durante 3 meses.

Seis deles serão alocados no Hospital Santa Lydia, dez no Hospital Ribeirânia e cinco em hospitais estrategicamente estudados pela Secretaria da Saúde. “Nosso objetivo é não deixar nenhuma pessoa sem assistência medica e salvar o maior número possível de vidas”, disse.

Nenhuma postagem para exibir