Ribeirão Preto permanece na fase amarela do Plano São Paulo

A cidade está classificada nesta categoria desde o dia 11 de setembro; reunião acontece nesta tarde, na sede do Governo Estadual, em São Paulo

Governador de São Paulo João Dória durante o anúncio das novas fases do Plano SP - foto: Divulgação
Continua depois da publicidade

Ribeirão Preto, segundo a nova atualização do Plano São Paulo, feita na tarde desta segunda-feira (30), permanece na fase amarela de classificação do plano, que estuda a reabertura gradual das regiões do Estado devido a pandemia da Covid-19. 

As regiões anteriormente classificadas como fase verde, segundo informações do site CNN Brasil, regrediram e agora estão na fase amarela do Plano. 6 das 17 regiões do estado foram classificadas na fase verde do Plano SP. A decisão foi tomada pelo governador João Doria (PSDB) devido o crescimento do número de pessoas que contraíram o novo coronavírus.

As medidas restritivas vão focar em bares, restaurantes e cinemas. Considerando os atuais critérios do governo, na Fase Amarela salões de beleza, bares, restaurantes, academias, parques e atividades culturais (com público sentado) podem continuar abertos, mas com restrições — há, porém, a possibilidade de abrandamento das restrições.

Está prevista uma reunião, na manhã desta terça-feira (1°), entre o prefeitos das regiões consideradas mais críticas: ABC paulista, Baixada Santista e Sorocaba.

Fase amarela

Shopping Center, galerias e estabelecimentos similares:

  • Ocupação máxima limitada a 40% da capacidade do local
  • Horário reduzido (10 horas)
  • Praças de alimentação (ao ar livre ou em áreas arejadas)
  • Adoção dos protocolos geral e setorial específico

Comércio, Serviços, Salões de beleza e barbearias:

  • Ocupação máxima limitada a 40% da capacidade do local.
  • Horário reduzido (10 horas).
  • Adoção dos protocolos geral e setorial específico.

Consumo Local (Bares, restaurantes e similares):

  • Somente ao ar livre ou em áreas arejadas
  • Ocupação máxima limitada a 40% da capacidade do local.
  • Horário reduzido (10 horas).
  • Consumo local até 17h.
  • Consumo local até as 22h (se a região estiver a ao menos 14 dias seguidos na fase amarela).
  • Adoção dos protocolos padrões e setoriais específicos.

Academias esportivas e centros de ginástica:

  • Ocupação máxima limitada a 30% da capacidade do local.
  • Horário reduzido (10 horas).
  • Agendamento prévio com hora marcada.
  • Permissão apenas de aulas e práticas individuais, mantendo-se as aulas e práticas em grupo suspensas.
  • Adoção dos protocolos geral e setorial específico.

Eventos, convenções e atividades culturais:

  • Permitido após a região ficar ao menos 28 dias consecutivos na fase amarela.
  • Ocupação máxima limitada a 40% da capacidade do local.
  • Obrigação de controle de acesso, hora marcada e assentos marcados.
  • Venda de ingressos de eventos culturais em bilheterias físicas, desde que respeitados protocolos sanitários e de distanciamento.
  • Assentos e filas respeitando distanciamento mínimo.
  • Proibição de atividades com público em pé.
  • Adoção dos protocolos geral e setorial específico.

Boletim Epidemiológico

Segundos dados da plataforma LeitosCovid.Org, Ribeirão Preto, de acordo com a última atualização, confirmou 33.849 casos e 894 óbitos. 

A ocupação dos leitos de UTI está em 43,59%. Em relação a ocupação dos leitos de Enfermaria, a porcentagem é de 44,22%. 

Nenhuma postagem para exibir