Ribeirão Preto continua na fase vermelha do Plano São Paulo

Anúncio acontece neste momento no Palácio dos Bandeirantes, sede oficial do governo de São Paulo

Foto: Governo de São Paulo

O governador do Estado de São Paulo, João Doria (PSDB), anuncia, neste momento, que Ribeirão Preto continua, pela oitava semana, na zona vermelha na classificação do Plano São Paulo, que estuda a reabertura do Estado de forma gradual.

A cidade de Ribeirão Preto está mantida na fase vermelha devido a ocupação de leitos de UTI para pacientes com o novo coronavírus. A média atual está em 84,9% e, para a evolução para a fase laranja, é necessário que a ocupação esteja abaixo de 80%. Semana passada, o percentual era de 88%.

Além de Ribeirão Preto, a região de Franca, Piracicaba e Registro também estão na fase vermelha de classificação do Plano de reabertura do governo.

Boletim Epidemiológico

A prefeitura confirmou, nesta quinta-feira (30), que o total de novos casos positivos da cidade chegou a 13,4 mil, sendo que outros 6,5 mil exames ainda aguardam pelo diagnóstico. No dia, foram 269 novos casos.

Em relação aos óbitos, Ribeirão Preto soma, atualmente, 363 mortes decorrentes da Covid-19 no município.

Plano São Paulo

O Plano São Paulo foi elaborado por autoridades estaduais em sintonia com especialistas do Centro de Contingência do coronavírus e do Comitê Econômico Extraordinário que atuam voluntariamente em apoio ao Estado. 

As cinco fases do programa vão do nível máximo de restrição de atividades não essenciais (vermelho) a etapas identificadas como controle (laranja), flexibilização (amarelo), abertura parcial (verde) e normal controlado (azul). O objetivo da classificação é assegurar atendimento de saúde à população e garantir que a disseminação do coronavírus em níveis seguros para modular as ações de isolamento.

Fase 1 – vermelha

Quarentena segue normal, com autorização de funcionamento apenas para serviços essenciais (mercados, farmácias, por exemplo), além de indústrias e construção civil.

Fase 2 – laranja

– Pode abrir, com restrições: comércio, shopping, escritórios, concessionárias e atividades imobiliárias;

– Demais serviços não essenciais: continuam fechados.

Fase 3 – amarela

– Reabertura total: atividades imobiliárias, escritórios, concessionárias;

– Pode abrir, com restrições: comércio, shopping, salão de beleza, bares e restaurantes

As fases são determinadas pelo acompanhamento semanal da média da taxa de ocupação de leitos de UTI exclusivas para pacientes contaminados pelo coronavírus e o número de novas internações no mesmo período. Uma região só poderá passar a uma reclassificação de etapa – com restrição menor ou maior – após 14 dias do faseamento inicial, mantendo os indicadores de saúde estáveis.

Texto em atualização*