Presídios adotam ações contra o coronavírus

Unidades prisionais e sede da Coordenadoria da Região Noroeste atuam na prevenção e enfrentamento da Covid-19

Detentos presos em cadeias - Foto: Agência Brasil

Em razão da pandemia do novo coronavírus, as unidades prisionais e sede administrativa da Coordenadoria da Região Noroeste (CRN) adotaram diversas ações de enfrentamento da Covid-19, com objetivo de prevenir o contágio da doença tanto da população carcerária quanto de servidores.

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) segue as determinações do Centro de Contingência do coronavírus e avalia permanentemente o direcionamento de práticas para o combate do vírus, conforme medidas de higiene e distanciamento preconizadas pelos órgãos de saúde.

Ocorre, portanto, higienização diária de áreas coletivas, como galerias, portaria e setores administrativos, além de todas as viaturas oficiais. As celas e grades dos pavilhões habitacionais, por exemplo, são pulverizadas com cloro.

A entrada das unidades dispõe de caixas com espuma contendo água sanitária e cloro para higienização dos sapatos de servidores.

Pontos de higiene

 Os funcionários contam com pontos de higiene, entre eles pias com sabonetes e álcool gel. Os reeducandos que exercem atividades laborterápicas (cozinha, limpeza  e manutenção) receberam máscaras e luvas para realização do trabalho. A distribuição de equipamentos de proteção individual (EPIs) também se estendeu aos servidores.

Entre as medidas de prevenção do novo coronavírus, está ainda o isolamento de sentenciados procedentes de outras unidades prisionais e da segurança pública.

Profissionais da saúde que atuam na Coordenadoria e nas unidades prestam um trabalho de conscientização e esclarecimento de dúvidas ao corpo funcional e também aos presos.

É realizado, ainda, um acompanhamento diário de servidores e detentos que pertencem ao grupo de risco – idosos, doentes cardíacos e portadores de doenças crônicas (diabetes, hipertensão, asma).

Nenhuma postagem para exibir