Prefeitura alerta para aumento de casos de dengue em Ribeirão Preto

Nos primeiros 15 dias de janeiro, foram confirmados 120 casos da doença na cidade; pasta conclama a população na conscientização e combate à doença

Foto: PixaBay.

A Secretaria da Saúde de Ribeirão Preto fez um alerta à população de Ribeirão Preto para o risco de uma escalada nos casos de dengue neste ano na cidade. Dados atualizados nesta quinta-feira (16) mostram que, em janeiro de 2020, foram notificados e estão sendo investigados 580 pessoas com suspeita da doença na cidade e 120 casos confirmados de dengue em Ribeirão Preto. O levantamento foi realizado pelo Departamento de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal da Saúde.

Com o crescente aumento dos casos confirmados no início do ano, o objetivo é aumentar a conscientização para o combate à doença. O Secretário da Saúde ressaltou que oitenta por cento dos focos do mosquito estão nas residências e a conscientização e colaboração da população no combate à doença, vistoriando as casas e eliminando, semanalmente, focos de água parada.

“Nós tivemos dois anos, 2017 e 2018, muito bons com relação a casos de dengue e na sequência, 2019 muito ruim, com mais de 14 mil casos. Infelizmente, a perspectiva para 2020 é que tenhamos um ano muito ruim. Se trabalharmos muito bem, conseguiremos evitar, mas se não houver a ajuda da população, poderemos ter um ano pior que 2019”, alertou o titular da pasta.

Ações

A Secretaria da Saúde intensificou as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue e outras doenças, que são desenvolvidas na cidade durante todo o ano e está trabalhando além do fluxo normal para combater a proliferação do mosquito.

As ações, desenvolvidas durante todo o ano pelas equipes de Agentes de Combate às Endemias espalhadas pela cidade, consistem em visitas diárias em residências, comércio, indústria, com trabalho de nebulização, identificação de focos (água parada e objetos potenciais) positivos para proliferação do mosquito transmissor da doença, orientações à população, ações educativas em escolas.

Arrastão

Durante os arrastões de limpeza também promovidos todos os sábados de do segundo semestre de 2019, já foram recolhidas mais de 126 toneladas de criadouros do mosquito. Entre eles, mais de 5 mil pneus. Durante as visitas porta a porta, foram encontrados e eliminados mais de 2.200 focos do mosquito.

Durante os arrastões de limpeza, foram visitados aproximadamente 80 mil imóveis. Durante o ano inteiro, as equipes de Agentes de Combate a Endemias visitaram mais de 700 mil imóveis. Somente no último sábado, no Jardim Paiva, durante o trabalho rotineiro de visita casa a casa, foram encontrados 290 focos positivos do mosquito.

Nenhuma postagem para exibir