Número de infectados por dengue em 2022 praticamente dobrou, em comparação ao ano passado inteiro

Saúde convoca população para colaborar

O secretário da Saúde de Ribeirão Preto, José Carlos Moura, e a equipe do Departamento de Vigilância em Saúde se reuniram com a imprensa nesta quinta-feira, dia 7 de abril, para alertar sobre o panorama de alta no número de pessoas infectadas pela dengue em Ribeirão Preto e pedir conscientização da população no combate à proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença.

O último boletim epidemiológico aponta que até março foram confirmados 722 casos da doença na cidade, contra 359 em todo ano passado. O número de casos quase dobrou.

“Precisamos conter essa contaminação e o trabalho da Secretaria está sendo feito, mas não é o suficiente. A conscientização da população eliminando focos de água parada é fundamental para contermos o número de casos, pessoas doentes e até mortes”, alerta o secretário.

A Divisão de Vigilância Ambiental em Saúde desenvolve, durante todo o ano, ações para eliminar focos da dengue. Em 2022, já foram visitados 81 mil imóveis em Ribeirão Preto e encontrados focos do Aedes aegypti, transmissor da dengue, em 12 mil imóveis.


A chefe da divisão de Vigilância Ambiental, Maria Lúcia Biagini, explica que 80% dos focos são encontrados em residências.

“A vigilância vem trabalhando ininterruptamente, de segunda a sábado. Tudo o que é possível fazer, estamos fazendo, mas é fundamental que as famílias vistoriem e eliminem água parada em suas residências pelo menos uma vez por semana”, disse.

Nenhuma postagem para exibir