Ministério da Saúde recomenda quarta dose contra Covid-19 para imunossuprimidos

O documento foi assinado por Rosana de Leite Melo

Agendamento para vacinação da dose de reforço - Foto: Gustavo Fring no Pexels

Foi emitida uma nota técnica pelo Ministério da Saúde que prevê a aplicação de uma quarta dose da vacina contra a Covid-19 para imunossuprimidos com mais de 18 anos nessa segunda-feira (20).

Segundo o documento, a quarta dose deve ser administrada após quatro meses da aplicação da terceira dose da vacina. Ainda de acordo com a nota, são considerados indivíduos imunossuprimidos:

– Auto inflamatórias, doenças intestinais inflamatórias.

– Imunodeficiência primária grave.

– Pacientes em hemodiálise

– Pacientes com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas.

– Transplantados com órgão sólido ou de células tronco hematopoiéticas (TCTH)

– Uso de drogas imunossupressoras.

– Uso de corticoides em doses de 20 mg/dia de prednisona, ou parecido, por 14 dias.

– Uso de drogas modificadoras da resposta imune.

O documento foi assinado por Rosana de Leite Melo, secretária executiva do combate ao novo coronavírus do Ministério da Saúde.

Também é evidenciado no documento a capacidade das diferentes vacinas induzirem memória imunológica bem como de amplificar a resposta imune com doses de reforço no esquema vacinal inicial da população acima de 18 anos de idade no país.

Inicialmente, Rosana havia apresentado a ideia para uma quarta dose no dia 8 de outubro, durante uma reunião com a Câmara Técnica de Assessoramento em Imunização (CTAI). Durante a reunião, ela mostrou quatro cenários possíveis para o planejamento de compra de vacinas em 2022.

Nenhuma postagem para exibir