Jornalista Mirtes Wierman será a milésima paciente a ter alta no Hospital Ribeirânia

Alta número 1.000 será comemorada após um ano e um mês desde a primeira internação por Covid-19

A milésima alta médica do Hospital Ribeirânia, será comemorada com aplausos nesta quinta-feira, 15 de abril, as 10 horas da manhã. A paciente de número 1.000 é a jornalista Mirtes Arantes Wiermann, de 65 anos, que ficou 21 dias internada, sendo 13 intubada na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).
 
Mirtes é jornalista e trabalhou 25 anos como apresentadora e editora chefe da EPTV, em Ribeirão Preto. Depois de uma passagem pelo SBT, também como apresentadora de telejornais, se dedicou à assessoria de imprensa. Atualmente, é dona de um site onde produz conteúdo sobre saúde e bem estar para mulheres com mais de 50 anos.
 
O primeiro caso positivo de Covid-19 atendido no Pronto Atendimento do Ribeirânia foi no dia 12 de março de 2020 e a primeira internação de paciente com coronavírus foi dia 15 de março. De lá para cá foram atendidos no Pronto Atendimento mais de 9.500 pacientes com suspeita da doença.
 
Em 2020 o tempo médio de internação de pacientes com a doença era de 10 dias e 29% deles precisaram de tratamento na UTI. E pacientes com menos de 40 anos representavam 7% das internações. Neste ano, o cenário mudou. Agora o tempo médio de internação é de 12 dias e 31,5% dos pacientes precisaram de tratamento na UTI. E os pacientes com menos de 40 anos representam hoje 12% das internações, antes era apenas 7%.