Hospital das Clínicas tem mais pacientes na UTI do que vagas

Hospital registrou 64 internados para 63 leitos de UTI adulta; UPA fica lotada e pacientes falam em falta de vagas

Hospital das Clínicas na unidade campus da USP - Foto: Gilberto Marques

Principal hospital da região de Ribeirão Preto no atendimento ao covid-19, o Hospital das Clínicas (HC) atingiu, nesta quinta-feira, 101,6% da capacidade dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) destinados a adultos ocupados. Na prática, significa que o hospital tem, hoje, mais doentes internados do que vagas.

São 64 internados para 63 vagas. A informação foi divulgada pelos canais oficiais da instituição.

A situação do hospital também é complicada quando o assunto são leitos de enfermaria. O percentual de ocupação é de 87,5% – dos 48 leitos, 42 estão com pacientes.

Upa lotada

Na noite de ontem, a equipe do Grupo Thathi registrou uma grande fila de espera para atendimento na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Avenida 13 de Maio. Dezenas de pessoas esperavam atendimento do lado de fora.

Na ocasião, populares declararam que 33 pessoas estavam em atendimento no local e esperava vagas para transferência para hospitais da região. A informação, entretanto, não foi confirmada pela UPA nem pelo setor de regulação da administração estadual, que cuida das vagas.

“É um absurdo, o que mais tem é gente precisando de atendimento. Todo mundo está aqui, já falaram que não tem vaga”, disse a comerciária Jaqueline Souza Ribas, 42, uma das que estavam no local.

Nenhuma postagem para exibir