Homem francês infectado com Covid-19 que estava internado em RP recebe alta

Sequenciamento genômico descartou infecção pela variante Ômicron

Paciente em leito destinado para o tratamento da Covid-19 - Foto: Bruno Cecim/Ag.Pará

O francês que ficou internado por 33 dias em estado grave com covid-19 no Hospital Ribeirania de Ribeirão Preto teve alta hoje. Ele saiu com suporte da ambulância, acompanhado de um enfermeiro e com destino ao aeroporto de Guarulhos, para retornar a Europa.

O homem de 52 anos, chegou ao Brasil no dia 13 de novembro e não havia se vacinado contra o novo coronavírus. Ele teria vindo ao país para trabalhar, no entanto, começou a apresentar os primeiros sintomas do vírus em 15 de novembro.

No dia 28 de novembro, o paciente deu entrada no Pronto Atendimento do Ribeirania, no dia seguinte foi levado para UTI, foi intubado no dia 3 de dezembro, e então foi extubado no dia 13 de dezembro.

Durante o período de internação, vários testes foram feitos com o objetivo de averiguar se o homem estava infectado com a variante Ômicron, uma vez que ele havia chegado há poucos dias da Europa. O resultado dos exames foi negativo e o sequenciamento genômico realizado pelo Instituto Adolfo Lutz apontou como responsável pela infecção a variante Delta da Covid-19.

Por fim, o francês recebeu alta da UTI no dia 19 de dezembro e então foi transferido para Enfermaria, onde continuou o tratamento e permaneceu até hoje antes de ser liberado.

É conveniente ressaltar que a vacinação contra a Covid-19, apesar de não evitar 100% das hospitalizações, diminui de maneira considerável as chances de quadros graves, hospitalizações e óbitos

Nenhuma postagem para exibir