Home Office? Saiba como manter a produtividade

Psicóloga dá dicas para não perder o foco nem atrapalhar a vida das pessoas por conta do trabalho em casa

Depois de anos patinando, o home office tornou-se, graças à pandemia relacionada ao coronavírus, uma realidade no Brasil. Do dia para a noite, milhares de empresas optaram por fazer seus funcionários trabalharem de casa. Como toda novidade, entretanto, o novo sistema traz alguns problemas que atrapalham a produtividade.

Por isso, reunimos dicas preciosas da psicóloga Thaís Alves, especialista em Psicologia Organizacional e do Trabalho, e sócia da Core Psicologia, para fazer o trabalho feito via home office render. “Trabalhar de casa exige disciplina e planejamento. Sem isso, pode haver perda de produtividade, o que é um problema”, avalia.

Para a psicóloga, é preciso que o trabalhador separe o tempo da atividade profissional das pessoais. “Claro que, estando em casa, qualquer um está mais suscetível a interrupções, mas é preciso dedicar ao trabalho um tempo específico. É ruim quando o profissional deixa de fazer seu trabalho para dedicar tempo a seus afazeres pessoais, mas também é um problema quando faz coisas profissionais fora de sua jornada. Tem que haver um equilíbrio”, analisa.

Como manter a produtividade trabalhando home office

Confira as dicas da profissional:
1 – ESTABELEÇA UMA ROTINA DIÁRIA: Para isso, a dica da psicológica é adotar métodos que contribuam para a organização como, por exemplo, fazer uma lista de tarefas; planejar as atividades antes de executá-las; estabelecer horários de atendimento virtual, se for o caso. Ela também chama a atenção para a importância dos prazos. “Uma nova cultura de trabalho será criada, seja paciente para lidar com a nova formação e consolidação de modelos mentais e novos hábitos coletivos”, diz.

2 – MANTENHA BONS HÁBITOS: A psicóloga indica a importância de se manter bons hábitos, como ter horários para acordar e dormir. Além disso, ela lembra da importância de beber muita água, alimentar-se bem, praticar atividade física, sorrir e ser grato.

3 – ABSORVA MENOS INFORMAÇÕES MIDIÁTICAS: Thais Alves lembra que o excesso de informações midiáticas pode ser um gatilho para o estresse. Por isso, ela indica que o trabalhador busque sempre por fontes fidedignas de informação, evitando as famosas fake news, e se protegendo.

4 – DESFRUTE DE COISAS SIMPLES NOS INTERVALOS: Trabalhar em casa pode tornar a rotina muito mais cansativa. Portanto, a indicação da psicológica é aproveitar os momentos fora do expediente para se descontrair: vale assistir bons filmes; ler o livro esquecido na estante; dedicar tempo para a família e para os animais de estimação e manter contato online com quem se gosta.

5 – DEIXE O LOCAL DE TRABALHO ORGANIZADO: A falta de organização no ambiente de trabalho pode ser muito improdutivo e ser outra fonte de estresse. Para evitar esse tipo de problema, a dica é manter as coisas em lugares organizados. Improvise um cantinho, se não tem um apropriado. E nada de relaxar: vista-se bem, arrume o cabelo, faça a barba, faça maquiagem.

6 – PROMOVA INTERAÇÕES INDIVIDUAIS E GRUPAIS: aproveite o período para discutir temas específicos. Para tanto, honre todas as reuniões individuais e da equipe e estabeleça uma agenda e programação com colegas de trabalho.

7 – BUSQUE POR AJUDA PROFISSIONAL: Ficar recluso pode causar problemas emocionais para algumas pessoas e saber lidar com isso é fundamental. A dica da psicóloga é não antecipar e não fugir dos problemas. “Não há problema em o profissional se sentir triste ou acreditar que está tudo muito difícil. Nesse momento, ele deve procurar por ajuda profissional que indicará os meios necessários para lidar com esses sentimentos”, finaliza.