Guaíra é a primeira cidade da região a decretar lockdown

Decreto restringe comércio até de serviços fundamentais, como mercados; cidade tem 99 casos confirmados e duas mortes suspeitas

Prefeito José Eduardo, de Guaíra - Foto: Divulgação
Continua depois da publicidade

A Prefeitura de Guaíra decretou, nesta quinta-feira (18), o fechamento completo e irrestrito do comércio na cidade durante os dias 19, 20 e 21 de junho. Segundo a prefeitura, a medida visa ” tomada em proteção da vida de todos os guairenses diante do avanço do número de casos da covid-19 apesar de todas as medidas oficiais de isolamento já praticadas”.

Com pouco mais de 32 mil habitantes, a cidade tem 99 casos confirmados, oito suspeitos e dois óbitos em investigação com suspeita de covid-19. A avaliação técnica da administração municipal foi feita a partir das equipes multidisciplinares ligadas à Secretaria de Saúde. A intenção é evitar uma expansão do contágio e preservar assim a estrutura de atendimento dos pacientes disponível na cidade.

“Precisamos ser responsáveis. A vida sempre em primeiro lugar”, afirmou José Eduardo Lelis, prefeito da cidade.

Segundo a normal, das 19h do dia 19 (sexta-feira) às 6h do dia 22 (segunda-feira) de junho de 2020, estão suspensas todas as atividades comerciais não essenciais, de templos, igrejas, academias, clubes, atividades coletivas (culturais, lazer ou esportivas), bares, restaurantes, lanchonetes, sorveterias, salões de beleza, cabeleireiros, barbearia, festas públicas ou particulares e etc.

“Das 19h do dia 20 (sábado) às 6h do dia 22 (segunda-feira), de junho de 2020, estão SUSPENSAS, todas as atividades comerciais, inclusive de Mercados, Centros de abastecimento de alimentos, Hipermercados, Supermercados, Mercados, Mercadinhos, Açougues, Armazéns, Mercearias e similares”, afirmou a prefeitura.

Abertura

Poderão permanecer abertos até ás 22h, as farmácias e postos de combustíveis, unicamente para abastecimento. Mantendo portas fechadas, os estabelecimentos com atividades suspensas nesse decreto, poderão realizar atendimento, mediante delivery, até ás 22h.

“Independentemente de dia e horário, permanecem suspenso, o consumo local em padarias, hipermercados, supermercados, mercados, mercadinhos, armazéns, mercearias e demais terminologias assemelhadas cujo estabelecimento faça atendimento semelhante, açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros, quitandas e centros de abastecimento de alimentos”, disse a prefeitura, em nota.

Nenhuma postagem para exibir