Doria antecipa reclassificação na sexta e Ribeirão pode regredir de fase no Plano São Paulo

Reclassificação ocorreria em 5 de fevereiro mas foi antecipada; Estado tem números iguais aos piores momentos da pandemia

Governador de São Paulo, João Doria. Foto: Valter Campanato
Continua depois da publicidade

O governado João Doria (PSDB) anunciou nesta quarta-feira (13) que vai antecipar a atualização do Plano São Paulo para sexta-feira (15). Pelo plano inicial, a reclassificação ocorreria apenas no dia 5 de fevereiro e a expectativa é que o governo torne ainda mais rigorosas as medidas já anunciadas.

“A situação é uma situação que sabíamos que era preocupante (…). Desde novembro já assistíamos a um crescimento progressivo de casos, internações e óbitos praticamente em todo o estado. Tínhamos uma grande preocupação com as aglomerações de fim de ano. E agora, nesses últimos dias, observamos que continuamos com essa tendência (de aumento) e seria necessário antecipar a classificação anunciada na sexta-feira para algumas regiões do estado”, explicou Paulo Menezes, coordenador de Centro de Contingência.

Hoje, 13 regiões do Estado estão na fase amarela, entre elas Ribeirão Preto, e quatro na fase laranja, mais restritiva. É possível que algumas dessas regiões sejam reclassificadas para a fase vermelha, ainda mais restritiva, por conta do expressivo aumento dos casos registrados nas últimas semanas.

Dados

O secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn, destacou que a atual situação da pandemia é semelhante ao que o estado vivenciou em agosto de 2020, quando ainda enfrentava reflexos do pico da primeira onda.

“Estamos com uma média móvel de 1,6 mil novos casos por dia. São números semelhantes ao mês de agosto, quando ainda estávamos no pico da pandemia. No estado de São Paulo, a taxa de lotação das UTIs é de 66,3%, e de 67,7%, na Grande São Paulo. É preciso lembrar que, no final de novembro, essas taxas estavam em 47% nos dois cenários”, destacou Gorinchteyn.

O estado de São Paulo registrou, nas últimas 24 horas, 15.297 novos casos confirmados de Covid-19, além de 323 óbitos. Ao todo, o estado já registrou 1.577.119 infecções pelo novo coronavírus, e 48.985 mortes em decorrência da doença.

Nenhuma postagem para exibir