Covid ‘vitaminada’ já circula em Ribeirão, confirma prefeitura

Informação foi dada com exclusividade pelo Grupo Thathi e confirmada pelo prefeito em coletiva

Prefeito Duarte Nogueira durante entrevista coletiva - Foto: Corrêa Junior

O prefeito de Ribeirão Preto, Duarte Nogueira (PSDB), confirmou, em coletiva nesta segunda-feira (22), que já circula na cidade a cepa de Manaus do coronavírus, considerada mais perigosa e com maior poder de propagação. A informação havia sido dada com exclusividade pelo repórter Lúcio Mendes, na manhã desta segunda-feira, em participação no Thathi Repórter.

Segundo dados divulgados durante a coletiva, do total de pacientes internados nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) do Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto que foram examinados, cerca de 15% apresentaram a variação manauara.

A disseminação dessa variante, chamada de P.1, vem preocupando autoridades, já que ela é considerada mais transmissível que outras cepas causadoras da Covid-19. A Organização Mundial da Saúde (OMS), em um relatório publicado no fim de janeiro, apontou para a necessidade de mais estudos sobre essa mutação do vírus, demonstrando preocupação com a propagação acelerada no Brasil.

“O número de novos casos semanais nas últimas duas semanas é relatado em níveis mais elevados em comparação com o de setembro a novembro de 2020, e novas mortes semanais aumentaram desde o início de novembro de 2020”, relata a organização em seu informe epidemiológico mais recente, ao abordar a questão da nova cepa brasileira.

Araraquara

A circulação da cepa de Manaus já havia sido confirmada em Araraquara, que decretou, na semana passada, um lockdown mais agressivo, com fechamento inclusive de atividades consideradas essenciais.

O prefeito daquela cidade, Edinho Silva (PT), considera que a saúde da cidade está em colapso e afirmou que, entre os motivos, está a presença da nova cepa na cidade.

A coletiva está em andamento e, conforme mais informações forem surgindo, será atualizada

Nenhuma postagem para exibir