Covid mata criança de apenas um mês em Ribeirão

O mês de junho de 2021 já fez a três vítimas mais novas desde o início da crise sanitária

Imagem ilustrativa de uma criança no hospital Foto: Getty Images

Em mais uma marca inédita, a Covid-19 faz sua vítima mais nova. Uma criança, com apenas um mês de vida morreu pela doença em Ribeirão Preto. A informação foi divulgada nesta sexta-feira (25), pelo Boletim Epidemiológico da Secretaria de Saúde.

O bebê é uma menina que morreu no último dia 22 e não se sabe ainda se ela tinha comorbidades. Nesse sentido ela é a segunda na faixa etária de 0 a 1 anos, o que mais uma vez representa uma marca inédita.

Com este dado, o mês de junho registra os três óbitos mais jovens desde o início da crise sanitária na cidade. Até então a vítima mais nova era um menino de seis meses que teve seu óbito confirmado no último dia 15.

Antes dele, uma criança de dois anos teve seu óbito confirmado no dia dois. Agora, o município já conta com três vítimas de 0 a 4 anos em 2021, frente a nenhuma ocorrência quando comparado com 2020.

Quando se amplia a faixa para de 0 a 19, nos primeiros seis meses deste ano, há 11 casos, enquanto nenhuma no ano passado.

Ainda, pela primeira vez, nesta quinta-feira (24) Ribeirão registrou o primeiro caso de óbito de puérpera (mulheres poucos dias após dar a luz). Trata-se de uma mulher de 39 anos que estava internada.

O fato ocorre um dia após a cidade bater 90 mil infecções pela Covid-19, a marca foi alcançada a menos de um mês de ter batido 80 mil.

Mais dados

Além do bebê, morreram mais sete pessoas, sendo que duas delas não possuíam comorbidades. Do total registrado hoje, eram seis homens e uma mulher. A vítima mais velha possuía 72 anos.

De 2020 a 2021, Ribeirão já alcançou a marca de 2.530 vidas perdidas. Deste montante, mais da metade ocorreram neste ano, com 1.486 ocorrências.

Quanto as novas infecções, testaram positivo 247 pessoas. Do início da pandemia na cidade, até o semestre deste ano já são 90.892testes positivos.

Leitos Covid

Segundo a plataforma leitoscovid.org, a taxa de ocupação de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) do município está em 88% Significa que, dos 325 leitos oferecidos, 286 estão em uso.

Já as enfermarias, dentre os 333 leitos oferecidos, não estão disponíveis 263, isso corresponde ao percentual de 78,98% do total oferecido.

Nenhuma postagem para exibir