Cinco dias após ser batizado, homem morre por complicações da Covid-19 no HC Ribeirão

Ramon Soltovski Kobelnik estava internado há 45 dias no HC de Ribeirão e morreu neste domingo

Cerimonia de batismo realizada na última quinta-feira (10) Foto: Assessoria de Imprensa HCRP

Cinco dias após ter sido batizado, no Hospital das Clínicas (HC) de Ribeirão Preto, Ramon Soltovski Kobelnik morreu, neste domingo (13). Ele estava internado há 45 dias por complicações da Covid-19.

A cerimonia foi realizada na última quinta-feira (10) pelo padre Josirlei Silva do capelão do HC. Antes de ficar doente, o paciente já estava se preparando para receber este que é considerado o primeiro sacramento da fé católica.

Além disso, segundo o HC, era desejo comum dele e da esposa o casamento nos moldes religiosos. Apesar ainda de ser apenas uma vontade, um fato já estava planejado. Fazia parte dos planos da família que o filho levasse as alianças.

Além de ser batizado, Kobelnik, na mesma cerimonia havia sido crismado e, portanto, estava pronto para realizar o matrimonio. Contudo, não resistiu às complicações da doença no final de semana e morreu.

Ramon deixou a esposa e um filho. Nas redes sociais familiares e amigos prestaram homenagens.

Em uma das publicações um amigo, Wladmir Cruz de Lima, se dizia agradecido em ter conhecido o rapaz e que teve a oportunidade de aprender muito com ele e afirmou que o homem tinha “um coração enorme apaixonado pela sua família”.

Nenhuma postagem para exibir