Casos explodem e Ribeirão fica a duas mortes de chegar a mil óbitos

Cidade teve ainda 264 novos casos da doença; ocupação de UTIs supera 75%

Paciente faz exame de covid - Foto: Agência Brasil
Continua depois da publicidade

Ribeirão Preto confirmou, nesta quinta-feira (14) mais sete mortes em decorrência da Covid-19 na cidade deste março, início da pandemia. NO total, 998 pessoas perderam a vida em decorrência da covid-19 na cidade.

As novas mortes aconteceram entre 8 e 13 de janeiro. As vítimas, três homens e quatro mulheres, tinham idades entre 50 e 87 anos.

Entre as vítimas, cinco possuíam comorbidades e as duas outras mortes estão em investigação.

Números

A cidade manteve o aumento de novos casos e registrou, nesta quinta, 264 casos de coronavírus. No total, 42,4 mil pessoas já foram diagnosticadas com a doença. Outros 2 mil exames ainda aguardam os resultados.

De acordo com a plataforma leitoscovid.org, 37,8 mil pessoas estão recuperadas da covid-19 em Ribeirão Preto.

A situação também inspira cuidados no quesito estrutura hospitalar. Às 20h30 desta quinta, o percentual de vagas ocupadas em Unidades de Terapia Intensiva na cidade era de quase 76% dos 118 leitos, o que deve colocar a cidade na zona laranja do Plano São Paulo, em anúncio a ser feito nesta sexta pelo governador João Doria (PSDB).

Na enfermaria, a ocupação é um pouco menor, de 73,2%.

Nenhuma postagem para exibir