Butantan identifica 36 variantes da Covid-19 em São Paulo

O boletim de rede de alerta destaca o aumento em 111% de casos da variante delta em relação à semana anterior

o ano passado, o Brasil tinha 211,7 milhões de habitantes Foto: REUTERS/Pilar Olivares

O boletim da rede de alerta de variantes do Instituto Butantan informa que o estado de São Paulo detectou 36 variantes do coronavírus em circulação no estado na última semana. O sequenciamento genômico do Instituto iniciou em Janeiro deste ano e já fez análise de mais de 19 mil amostras positivas de Covid-19.

O boletim também destaca o aumento em 111% de casos da variante delta em relação à semana anterior.  A variante delta avançou em diversas regiões do estado. Em Santos, no litoral, por exemplo, já corresponde a 61,54% dos casos detectados e na região da grande São Paulo, já são 43,31% dos casos.

Além disso, o sequenciamento genético detectou pela primeira vez no estado o AY3, um novo ramo da variante delta.

A diretora do Centro de Desenvolvimento Científico do Butantan, Sandra Vessoni explicou que o objetivo de mapear o sequenciamento genético é fazer desenvolvimento de vacinas que possam agir contra as variantes. Para ela, é importante entender como o vírus se comporta diante de diferentes cenários no país.

Cabe ressaltar que apesar do crescimento da variante delta no estado e recuo da variante gama, anteriormente conhecida como P1, o número de casos de Covid-19 como um todo está diminuindo em São Paulo.

É preciso lembrar ainda que a melhor forma de evitar as variantes, a delta inclusive, é completando o ciclo de vacinação e manter as mesmas medidas de higiene e distanciamento social.

Nenhuma postagem para exibir