Após crescimento de casos, prefeitura reativa Polo Covid na UPA

Estrutura hospitalar montada em frente à UPA 13 de Maio volta a atender exclusivamente pacientes com sintomas acentuados da doença

Polo Covid, na UPA da 13 de Maio - Foto: Divulgação
Continua depois da publicidade

Após o aumento no total de casos de Covid-19 registrados na última semana em Ribeirão Preto, a prefeitura anunciou que a estrutura do Polo Covid para atendimento médico e pediátrico 24 horas exclusivo para pacientes com queixas respiratórias e febre – principais sintomas do novo coronavirus – será reativado a partir das 7h da próxima terça-feira (12). 

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Leste, localizada na avenida Treze de Maio, também passará a atender apenas casos suspeitos da doença. Outras comorbidades serão direcionadas às demais unidades de saúde da cidade.

O anúncio da reativação do Polo Covid foi feito pelo prefeito Duarte Nogueira durante coletiva de imprensa na tarde desta sexta-feira (8), juntamente com a divulgação do Plano Municipal de Imunização contra a Covid-19.

“Passaremos, então, a atender na unidade de saúde e nas instalações do Polo pessoas com suspeita de Covid, e será também nosso principal ponto de observação, mas todas as unidades de saúde da cidade continuarão atendendo pacientes com sintomas gripais. A UPA Leste será utilizada somente para Covid, como fizemos na primeira fase, com leitos e respiradores e toda a estrutura necessária para cuidar de quem necessitar”, explicou o secretário municipal da Saúde, Sandro Scarpelini.

Atendimento específico

O Polo Covid funcionará como centro específico de atendimento de pacientes com sintomas da doença e funcionará da seguinte forma: quando o paciente não apresentar sintomas ou tiver sintomas leves, será encaminhado para a ala comum. Os pacientes mais sintomáticos seguirão imediatamente para a ala de isolamento, de máscara, onde receberão todos os cuidados, medicação, liberação para casa ou, se o caso for grave, internação imediata.

“O foco é atender e liberar o paciente o mais rápido possível, sem expô-lo com outras pessoas, diminuindo a exposição e contato com outros doentes”, concluiu Scarpelini.

Mais leitos

Scarpelini ainda informou que a cidade, que está beirando a ocupação de 100% dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para Covid, receberá, a partir de terça, mais 36 leitos para o enfrentamento da doença. Os leitos haviam sido desabilitados, mas serão novamente operacionalizados na rede de saúde da cidade.

Nenhuma postagem para exibir