A importância das proteínas naturais durante a pandemia

Seja de origem animal ou não, é essencial consumir proteínas para manter a saúde em dia

Consumo de proteínas é fundamental para boa nutrição - Foto: Divulgação

A crise do novo coronavírus alertou todos sobre a importância de cuidados constantes com o organismo, seja para uma recuperação ou até mesmo para a prevenção de doenças. Dietas mais saudáveis e fortalecimento do sistema imunológico tornaram-se mais do que essenciais para todas as idades quando o mundo se viu lutando contra um vírus imprevisível. Mas por onde começar? Pelo básico: o que ingerimos.

Essencial para o funcionamento do organismo e para a composição de células e tecidos, a proteína se encarrega da manutenção e formação do sistema imunológico. Segundo a Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição (SBAN), deve ser ingerida de maneira uniforme e regular ao longo do dia, em torno de 1g por quilo de peso corporal.

Mas onde encontrar a melhor fonte desse nutriente sem ser em alimentos de origem animal, como carne, peixe, ovo e leite? Felizmente, o mercado brasileiro vem avançando na tecnologia de produtos naturais, oferendo uma série de alternativas.

Opções

O nutricionista Eduardo Soares diz que há opções para quem quer cuidar da alimentação. Uma das opções são os pães proteicos low carb e livres de açúcar, glúten e lactose, que contêm 15g de proteínas naturais (mais do que está disponível em 60g de carne bovina, frango ou ovo) e apenas 2g de carboidratos, além de apresentarem alto índice de fibra. “É o casamento perfeito para cuidar da saúde, especialmente no atual contexto de pandemia, sem abrir mão de uma opção mais amiga do meio ambiente”.

De acordo com a nutricionista Jéssica Freitas, o fundamental é que, de origem animal ou não, as pessoas não abram mão do consumo da proteína  “A proteína é um dos componentes mais importantes do organismo, são responsáveis pela construção dos tecidos e também pela recuperação celular. Na estrutura muscular seu papel é determinante: é essencial na recuperação após o esforço físico, resultando no crescimento desse tecido. A oferta adequada desse nutriente é indispensável não somente para o desenvolvimento dos músculos, mas também para evitar sua degradação.”

Nenhuma postagem para exibir